Para ler com seus filhos: Poetas e pincéis

O escritor Leo Cunha comenta duas obras criadas por renomados ilustradores brasileiros, ambas inspiradas por grandes nomes da literatura

239
Dois livros criados por renomados ilustradores e inspirados em poetas; imagem traz capa de
Obra homenageia doze grande escritores, dentre os quais, Coelho Neto, Olavo Bilac e Fernando Pessoa

Leia em 2 minutos

Na coluna deste mês, reúno dois livros – um lançamento e um já publicado há alguns anos – que trazem, em comum, o fato de serem obras criadas por renomados ilustradores brasileiros, ambas inspiradas por grandes nomes da literatura.

No recém-lançado Obrigado, André Neves mergulha na obra e na vida de quinze grandes mestres da poesia brasileira, e imagina – em verso e ilustração – cenas em que tais poetas lidam a criação artística. Vinícius sopra versos, Ferreira Gullar renova pensamentos, Manoel de Barros germina infâncias, Drummond procura um poema nas asas de um pássaro azul, Cora Coralina cozinha vida com as palavras. Em formato grande e produção impecável, o livro é um agradecimento de André aos poetas (todos já mortos) que o formaram e uma ode à arte da palavra – ampliando e radicalizando um caminho que já havia esboçado no saboroso “A caligrafia de Dona Sofia”, cuja protagonista decora com versos todas as paredes de sua casa. Parafraseando Flaubert – que declarou: “Madame Bovary sou eu”, André poderia dizer agora:” Dona Sofia sou eu”.

O livro do acaso, de Nelson Cruz, lançado em 2014, também resulta de muita pesquisa e da grande admiração de um ilustrador pela literatura. Aqui, os homenageados são doze grande escritores, brasileiros e portugueses, dentre eles: Coelho Neto, Olavo Bilac, Antonio Vieira, Florbela Espanca, Fernando Pessoa (por meio do heterônimo Alberto Caeiro). No texto, Nelson costura frases dos 12 autores – uma por página dupla – como todas se fizessem parte de uma única e até então desconhecida história de amor. O autor, que além de ilustrar livros trabalha com pintura, optou por criar todas as imagens em madeirite, aproveitando a textura e cor avermelhada do material para compor os cenários. A obra recebeu o prêmio da Academia Brasileira de Letras, na categoria infantojuvenil.

Ficha Técnica:
OBRIGADO. Texto e imagens de André Neves. Editora Pulo do Gato, 2020.
O LIVRO DO ACASO. De Nelson Cruz, com versos de diversos poetas. Editora Abacatte, 2014.

Sobre os autores:
André Neves, pernambucano radicado em Porto Alegre, é ilustrador, designer e escritor, com dezenas de livros publicados e premiados no Brasil e no exterior.
Nelson Cruz, mineiro, é ilustrador, cartunista e escritor. Tem diversos prêmios nacionais e internacionais.

LEIA TAMBÉM: 5 livros para crianças de 4 a 6 anos para ajudá-las a se entender melhor

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

O escritor Leo Cunha publicou mais de 60 livros, como “Um dia, um rio”; (Ed. Pulo do Gato), “Virando a página”; (Ed. FTD), “Infinitos”; (Ed. Melhoramentos) e “O Livro Maluco das Poções Mágicas”; (Ed. do Brasil). Recebeu os principais prêmios da literatura infantil brasileira, como Jabuti, Nestlé, FNLIJ, Biblioteca Nacional e João- de-Barro. É também jornalista, tradutor e professor universitário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui