Humilhação e vergonha na educação dos filhos

Atendi uma criança que me contou o quanto se sentiu inadequada porque derrubou o celular do pai no chão, que se quebrou, e a mãe o gravou chorando e pedindo desculpas", conta a psicóloga Andrea Romão

94
A humilhação e a vergonha na educação do filho; menina com franja presa nos dois lados faz bico com a boca em imagem de fundo vermelho
Andrea ressalta que os filhos precisam de bons modelos de adultos, e precisam estabelecer uma relação de confiança com os pais

Leia em 2 minutos

A humilhação e a vergonha por si só já ferem e destroem a dignidade de um adulto, imagine a de uma criança. Infelizmente, ainda temos pais que empregam este tipo de conduta na intenção de disciplinar seus filhos e atualmente muitos estão fazendo isso em público, aproveitando, inclusive, as redes sociais. 

Muitos pais ainda empregam atitudes e formas de tratamento que imaginam que estão contribuindo para a educação dos filhos, esperando que as crianças não repitam mais aquela atitude, mas ao contrário, estão causando estragos terríveis na estrutura emocional deles. 

É comum pais exporem o filho à humilhação e à vergonha em situações como ao gritar com ele na pracinha, na frente de algum coleguinha, ou rir dele em um momento constrangedor. Ou, ainda, ao chamá-lo de estúpido, burro, e dizer que ele é um estorvo, que perdeu parte da vida em função dele, que ele não serve para nada, que está comendo demais e vai explodir. Se isso já era grave, hoje, com as mídias sociais, se tornou ainda pior. Eu mesma atendi uma criança que contou que estava havendo um churrasco em família em sua casa e ele não queria participar naquele momento porque estava jogando videogame. Seu pai ficou irritado, pegou o videogame e jogou na churrasqueira na frente de todo mundo.

Outro caso que eu atendi foi de uma criança contando o quanto se sentiu inadequada porque derrubou o celular do pai no chão, que se quebrou, e a mãe o gravou chorando e pedindo mil desculpas ao pai e o pai dizendo o quanto ele era irresponsável, e postou para todo mundo ver.  

Ou ainda casos de adolescentes que passam por este tipo de humilhação e não conseguem conviver com isto diante dos amigos e chegam a tirar a própria vida.

É importante os pais entenderem que os efeitos psicológicos da humilhação e vergonha, além de impactarem a autoestima, a dignidade, o amor próprio e sentimento de aprovação no filho, podem levar a depressão, ansiedade, estresse e como falei suicídio.

Nossos filhos precisam de bons modelos de nós adultos, além disto precisam estabelecer uma relação de confiança conosco para poder aprender e desenvolver uma vida adulta saudável. Lembre-se ele vai repetir o que aprender em casa. Se você pratica esta forma de educação, ela irá praticar na escola com os amigos. Este tipo de educação não funciona. A criança precisa de respeito para aprender a respeitar os outros. Não estamos falando de passar a mão na cabeça, é preciso impor normas e limites, elas precisam disto, mas sempre que você achar que ele merece punição, estabeleça uma boa conversa mostrando o que ele fez de errado, isto por si só já vai deixa-lo envergonhado, ele não precisa ser humilhado.


Leia também: Por que você não deve dizer à criança que pare de chorar


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

Andrea Romão é psicóloga há mais de 20 anos, pós-graduada em Gestão de Pessoas, com certificações internacionais em Coaching, Programação Neurolinguística, Neurociência e EFT (Emotion Freedon Tecniques). Há dez anos, trabalha com reeducação emocional, ajudando adultos e crianças a entender e lidar com as suas emoções.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui