Para ler com seus filhos: Para onde vão os fios da memória?

Dois livros que resgatam lembranças de família e destacam contos clássicos e atuais – num novelo que 'faz carinho nos fios da nossa memória'

Leia em 3 minutos

Nesses dias de ficar em casa, além de assistir séries e filmes, acompanhar os filhos nos estudos virtuais, desinfetar as compras do mercado e fazer aquele meeting com o pessoal do trabalho, é possível que, como eu, você tenha separado um tempo para tirar aquela caixa de fotos do armário e conversar (consigo mesmo ou com os outros) sobre o que o tempo te ofertou: família, amigos, comidas, canções, passeios, surpresas, livros. A seguir, destaco dois livros que também convidam para essa conversa, fazendo carinho nos fios da nossa memória.

Livros que resgatam os fios da nossa memória (para ler com os filhos); na imagem, capa do livro
FIOS exulta o amor entre uma neta recém-nascida, sua mãe e a avó, “que contava histórias, cozinhava delícias e cantava cantigas

FIOS exulta o amor entre uma neta recém-nascida, sua mãe e a avó, “que contava histórias, cozinhava delícias, cantava cantigas e bordava vestidos”. Como um novelo infinito, o amor, rubro fio, vai se perpetuando entre as gerações, semeando memórias. O texto, delicado e emocionante, está na companhia das ilustrações do sobrinho da escritora, bordados pela mãe dela. O livro se transforma metaforicamente num bastidor, cujo tecido é o papel (que lembra uma trama!), onde texto e bordados (e o fio vermelho), embora fotografados, parecem nos convidar a tocá-los também. Um livro feito em família e que acende a memória afetiva de todos os leitores.

Leia também: 5 livros interativos que divertem e incentivam a imaginação

Um livro-condomínio cujas casas são habitadas por poemas-memórias sobre obras que habitam nossa infância. Estão lá os irmãos Grimm, Monteiro Lobato, Ruth Rocha, mas não só. Os poemas-chave abrem portas para novas leituras. Ao entrar NA CASA DELES* o leitor experiente passeia por cômodos da casa da memória. Ao leitor iniciante fica o convite para uma visita. O livro surpreende. Os poemas e ilustrações tipográficas habitam um projeto sanfonado, com recortes que emolduram os telhados das casas. No verso, um poema-presente que pode passar despercebido aos leitores mais apressados. Um livro para quem ama livros. Para ler e reler. Sem pressa.

Ficha Técnica:
FIOS. Texto de Chris Nóbrega e ilustrações de Gabriel Dutra bordadas por Maria Freitas. 36 páginas. Maria Cobogó, 2019.
Sobre os autores: Chris Nóbrega, cearense, é escritora, advogada e integra o coletivo editorial Maria Cobogó. Gabriel Dutra, brasiliense, é ilustrador e arquiteto. Maria Freitas, tocantinense, é bordadeira e servidora pública aposentada.

NA CASA DELES. Texto de Edith Chacon e ilustrações de Priscilla Ballarin. 20 páginas. Editora do Autor*, 2020.
Sobre os autores: Edith Chacon, paulista, é escritora e professora de Português. Priscilla Ballarin, paulista, é designer e ilustradora. Integra o coletivo Desejos Urbanos.

Observação: Como essa é uma “edição do autor”, nem sempre é possível encontrar o livro nas livrarias tradicionais. Meu exemplar, que veio coincidentemente envolto num fio (carinho da livreira), foi comprado na movimentoliterario.com.br , que envia para todo o Brasil.

Leia também: 8 livros que te ajudam a conversar sobre a pandemia com as crianças

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis!

Escritor, jornalista, contador de histórias e mediador de leitura do projeto Roedores de Livros (DF). Alguns dos seus livros já receberam importantes prêmios, como o Prêmio Jabuti, o Selo Altamente Recomendável para Crianças, da FNLIJ, além de integrar seleções de destaque (Selo DISTINÇÃO da Cátedra Unesco de Leitura PUC-RIO e Os 30 Melhores Livros do Ano, da Revista Crescer e Catálogo de Bologna). Foto: Andressa Anholete

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui