10 ideias de decoração de quartos infantis (feitas por quem, certamente, não tem filhos)

Piscina de bolinhas, parede de escalar, balanço… Em tom de brincadeira, mas atenta à segurança dos filhos, a escritora Sheila Trindade comenta sobre a decoração de quartos infantis que exageram na criatividade e trazem riscos às crianças

490
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Já escrevi por aí que estou no processo de quarentenização quando finalmente poderei comprar uma tupperware sem culpa de onerar o dinheiro do supermercado do mês. É o tipo de coisa que só depois dos filhos criados e já empregados, tenho coragem de comprar. Tenho também pesquisado sobre decoração de quartos infantis, mas pelos cálculos, só conseguirei reformar os daqui de casa quando os filhos estiverem adultos, ou seja, a conta não fecha. Nas minhas pesquisa em perfis de pessoas que podem decorar quartos infantis quando os filhos ainda cabem em beliches, me deparei com muita coisa legal. Quartos incríveis e criativos. Outros, porém, que extrapolam a criatividade, idealizado por pessoas que provavelmente não tem filhos. Listei alguns:

Piscina de bolinhas! Uhuuuuu!!! Qual criança não gostaria?

Foto: nursery.about.com
  1. Agora, já se imaginou a noite toda catando as bolinhas uma por uma? Ou tirando a criança que adormeceu lá dentro, toda torta? Um sufoco, né?? Quem planejou isso, não pensou nos pobres pais que irão na primeira chance transformar isso em cama comum, para não conviver com essas benditas bolinhas.

Com parede de escalar 

Foto: birdsandlilies.com/Pinterest

E eu só consigo pensar na quantidade de pontos e membros quebrados. Isso se a criança não tiver a brilhante ideia de subir até o lugar mais alto e pular, tentando acertar a cama.

Que ideia linda! Uma escada decorando… 

Foto: Freepik

Se há alguma dúvida, eu afirmo: a criança irá subir. Isso é quase que um convite formal para que suba.

Este com escada e passagem para o cômodo superior.

Foto: boredpanda.com/Pinterest

Lindo esse quarto!!! Continuo preocupada…

Um balanço? Não! O que será isso?

Foto: Pinterest

O que estava pensando o decorador ou o responsável que permitiu que fosse instalado?

Lindo! Mas já imaginou a queda feia? 

Meus filhos falam, mexem muito, reclamam, brigam e até andam enquanto dormem. Em uma cama como esta, eles não teriam este problema. Acordariam rapidinho com o tombo. Obrigada, querido decorador.

E esses que se superaram??

Foto: contemporist.com

Conseguiram unir tudo que há de mais perigoso: escadas, camas muito altas, paredes de escalar em um único projeto. Estão de parabéns.  

Esses nichos para a criança entrar são muito bacanas e criativos

Foto: rockntech

Agora, pense em uma criança com birra ou fazendo alguma coisa errada dentro deles… E você lá, tentando pegar a crianças que está escondida no fundo. Você não consegue entrar porque foi feito sob medida para a criança se “divertir”… É de chorar, né? 

Este quarto lindo tem um navio pirata em cima das camas, todo decorado…

Foto: rockntech
  1. Minha preocupação está nestas redes de proteção de 50 centímetros de altura, o ventilador no teto, crianças decapitadas (exagerada, eu?) braços quebrados, a ideia de querer pular para cima do armário, mexer na fiação da luminária… Haja criatividade, né? Mas em se tratando de filhos, nunca é bom duvidar dessa bendita criatividade. 

E este quarto todo branco para ser “colorido” com adesivos pelas crianças…

Foto: rockntech

Veja que graça fica depois de decorado!!! Um ambiente tão calmo, tão aprazível, que transmite tanta tranquilidade. (contém ironia)

Foto: rockntech

Encontramos o vencedor no quesito “é de enlouquecer”

Foto: abrogers.com
Foto: abrogers.com

Imagina a cena: 

— Vai tomar banho menino! A mãe pede.

— Não vou! Não quero. Diz a criança, enquanto sai correndo, sobe a escada e a pobre mãe corre atrás para colocá-lo no banho. Mas aí a criança desce pelo escorrega e a mãe desce a escada novamente. Em um piscar de olhos a criança passa por ela como um jato e sobe novamente para descer o escorrega. Tentando dar uma de esperta, a mãe espera no final do escorrega. Ele,
olhando lá de cima, espera ela sair para descer, ou fica pelo meio do caminho, travando a descida com o pé. Ufa! Cansei só de narrar essa historinha. 

E vocês? O que acharam? Estou exagerando ou apenas louca na medida do normal?

LEIA TAMBÉM:

*Este texto é de responsabilidade do colunista e não reflete, necessariamente, a opinião da Canguru News.

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui