Viagem de carro com as crianças: dicas para um passeio tranquilo (e divertido!)

Separamos algumas dicas que podem ajudar na hora de viajar com os pequenos para entretê-los e garantir uma viagem tranquila

Viagem de carro em família: dicas para um passeio tranquilo (e divertido!); duas meninas estão de joelhos no banco traseiro de um carro olhando para trás com o porta malas aberto
As paradas são importantes para fazer uma pausa no trajeto, esticar as pernas, caminhar e deixar que as crianças brinquem à vontade

Leia em 6 minutos

Fazer uma viagem de carro é uma alternativa mais segura para quem quer evitar as aglomerações de aeroportos e rodoviárias nesta época do ano. Além disso, é uma forma de conhecer melhor cidades e estados vizinhos, permitindo explorar lugares ao longo do trajeto e organizar o tempo com mais autonomia, sem depender de horários de ônibus ou voos, por exemplo. No entanto, fazer trajetos de várias horas com crianças em automóveis nem sempre é uma tarefa fácil. Choros, enjoos e vontade de ir ao banheiro podem surgir durante o passeio. Mas nada que não possa ser resolvido com lanchinhos, conversas, brincadeiras e, claro, paradas para descanso. Dessa forma, o trajeto se torna um passeio em si, que certamente trará boas memórias aos pequenos. A seguir, detalhamos os principais aspectos para uma viagem segura e divertida!  

Planejamento

Em primeiro lugar, é importante entender que uma viagem de carro com crianças é bem diferente de uma viagem sozinho ou entre adultos. Todo o percurso e os lugares que serão visitados têm que ser pensados em função da criança. Ou seja, se o local aceita menores, se possuem banheiros com fraldários ou adaptados para crianças, se a estadia possui um lugar adequado para banhos, se o restaurante oferece opções de alimentos que seu filho come… Uma vasta lista que precisa ser analisada antes de começar a aventura.

Por isso, o primeiro passo para realizar uma viagem de carro é planejar! Analise as rotas que fará durante a trajeto, se possuem postos de gasolina e atendimento durante o percurso e se o carro está em dia com a revisão. Outra dica interessante é visitar um pediatra dias antes do passeio. O profissional poderá fazer exames de rotina que constatem o bem-estar da criança e orientar quanto a medicamentos e outras precauções de saúde, como levar repelente, a depender do destino de viagem escolhido. E não se pode esquecer de revisar a cadeirinha para uso da criança, se os cintos estão funcionando bem e se ela está no tamanho adequado ao filhote – lembrando que ela é obrigatória por lei.


Leia também: Na estrada: cinto de segurança e cadeirinha para o bebê são essenciais


“Viajar com criança é uma caixinha de surpresas, você nunca sabe o que vai acontecer”, revela a jornalista Wanessa Ferrari, mãe da pequena Chloe, de um ano e oito meses. Wanessa já realizou diversas viagens com a filha, por isso, ressalta que em cada passeio a criança pode agir de maneira diferente. “A primeira regra é: não crie expectativas, porque pode ser muito tranquilo, como pode ser muito difícil”, aconselha Wanessa. 

Outra dica da mãe é que a família saia sem um compromisso marcado, porque os pequenos demandam mais paradas do que os adultos. Por isso, o tempo de viagem de carro pode ser muito maior do que o estimado anteriormente. 


Leia também: Viagem em família


Paradas seguras

O ideal é que sejam feitas paradas a cada duas horas pelo menos. Nesses momentos, a criança poderá ir ao banheiro, se hidratar e fazer pequenos lanchinhos. Além de também poder sair um pouco da cadeirinha para esticar o corpo e as pernas. 

Devido aos protocolos de segurança contra o coronavírus, é recomendado que essas paradas sejam rápidas. Quando precisar sair do carro, sempre levar álcool em gel, lavar as mãos e usar máscaras. 

Xô, tédio!

Uma dica de ouro para evitar que a viagem seja muito estressante para a criança é preferir sair na hora em que seu filho costuma dormir. “Se a criança dorme a noite inteira e, assim que ela acorda, você coloca ela no carro, ela não vai querer ficar na cadeirinha, porque está cheia de energia”, explica Wanessa. 

Mas, caso seu filho esteja acordado durante a viagem, vale de tudo para distrair o pequeno:

Lanches

Os lanchinhos também são uma boa forma de prender a atenção da criança por um tempo. Certifique-se de levar frutas ou legumes que seu filho costuma comer e que não precisam de refrigeração, como banana, maçã e cenourinhas. Bolachas e biscoitos integrais, caixinhas de suco e outras opções saudáveis também são bem-vindas, assim como garrafinhas de água. Manter a criança bem hidratada ajuda a evitar a irritação e dores de cabeça.

O que levar na mala? 

Na hora de pensar na mala das crianças, é necessário lembrar que os pequenos costumam sujar mais roupas que os adultos, por isso, sempre é importante levar algumas peças a mais. Além disso, eles são mais sensíveis às mudanças de temperatura, então, por mais que esteja calor, nunca se esqueça de levar peças de frio caso a temperatura baixe um pouco à noite. Não esqueça de incluir roupas de banho para a praia, protetor solar, chapéu, chinelos, um par de sapatos confortáveis, pijamas e medicamentos de emergência como os para enjoo no carro. Cortinas para diminuir o sol, um travesseiro e o paninho de dormir também podem ser inclusos na lista de coisas a levar. Feitas as malas e tomados todos esses cuidados, é hora de pôr os pés na estrada. Boa viagem!


Leia também: 13 acampamentos e hotéis para levar a família com segurança nas férias


Informação e inspiração no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui