Chico Bento ensina receitas com Plantas Alimentícias Não Convencionais

Cartilha destaca a importância desses alimentos naturais, que contribuem para a preservação da natureza; veja seis sugestões de preparos feitos com PANCs

407
Cartilha do Chico Bento sobre Plantas Alimentícias Não Convencionais
Consumo das PANCs promove a culinária sustentável | Foto: reprodução da Cartilha sobre PANCs
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Você já ouviu falar numa planta chamada “peixinho”? Também conhecida como “lambari-da-horta” ela é facilmente identificada pela folha cheia de pelos. Fonte de fibras e minerais, costuma ser usada para fazer chás, mas também pode ser empanada e servida como aperitivo.

O “peixinho” é apenas uma das quase 10 mil espécies de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) já identificadas no Brasil. São frutas, folhas e flores comestíveis com alto valor nutricional, porém, por serem pouco conhecidas, muitas vezes são vistas como “mato” e desprezadas. Ricas em vitaminas, sais minerais e fibras, elas também são importantes para a manutenção do solo, além de serem super-resistentes a pragas e doenças.

Personagem da turma do Chico Bento segura vara que fisgou planta chamada peixinho
Planta conhecida como peixinho é fonte de fibra alimentar e pode ser servida empanada

Para chamar a atenção para os benefícios do consumo dessas plantas, Chico Bento e sua família ilustram uma cartilha que traz seis receitas com PANCs e destacam a importância de uma alimentação saudável que valorize o sabor, a nutrição e a sustentabilidade. Entre as sugestões, estão um picolé de maracujá pérola-do-cerrado, purê de cará-do-ar e o peixinho da horta empanado.

Intitulado de “Deliciosas receitas com PANCs”, o material mostra de forma detalhada diferentes espécies destas plantas, destacando seus benefícios nutricionais, ambientais, regiões de onde são originárias e seus diferentes preparos na cozinha. A publicação também apresenta a descrição da maior parte das espécies já cadastradas no país pelo biólogo Valdely Ferreira Kinupp, criador do termo PANC e autor do livro “Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc) no Brasil” junto de Harri Lorenzi, engenheiro agrônomo.

LEIA TAMBÉM:

“É uma honra fazer parte de um projeto que estimula o conhecimento das crianças sobre o tema, comenta Mônica Sousa, diretora-executiva da Mauricio de Sousa Produções, coautora da iniciativa em parceria com a ONG WWF Brasil. Ela diz que a cartilha é uma oportunidade para os leitores se aventurarem na culinária sustentável, explorando novos ingredientes e sabores, ao mesmo tempo em que contribuem para o uso consciente dos recursos naturais.

Gabriela Yamaguchi, diretora de engajamento da WWF Brasil, lembra que a relação predatória estabelecida até agora com o meio ambiente precisa ser modificada. “Esperamos que ao compartilhar parte deste grande estudo de Valdely Ferreira e Harri Lorenzi, de forma lúdica com a Turma da Mônica, possamos criar uma forma divertida de conscientizar pessoas sobre outras possibilidades de agregar sustentabilidade ao nosso cotidiano”, declarou.

Confira as receitas com PANCs do Chico Bento

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

    

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui