Para ler com os filhos: Sobre o tempo

Leo Cunha comenta dois livros infantis que falam sobre o tempo – por meio de seus efeitos nas pessoas e nas coisas e por meio das lembranças e saudade

293

Leia em 2 minutos

Como é difícil escrever, para o público infantil, sobre temas abstratos! Por exemplo, os sentimentos, as grandezas, as distâncias e o tempo. O desafio é encontrar uma forma de tornar palpáveis as abstrações, trazendo-as para um universo mais próximo das vivências da criança. Este mês indico dois livros infantis que falam, de maneira criativa e envolvente, sobre o tempo.

A primeira dica é Com o tempo, de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso. No livro, o tempo é apresentado por meio dos seus efeitos nas pessoas e nas coisas (Um menino cresce / Um lápis diminui / O tapete perde a cor), mas também pelo modo como ele afeta nossas impressões, valores e apreços (O difícil torna-se fácil / O feio talvez se torne bonito). Ao fim, conseguimos, paradoxalmente, “enxergar” o tempo. Lançado originalmente em Portugal, o livro veio para o Brasil por meio da editora Peirópolis.

Em Caixinha de guardar o tempo, Alessandra Roscoe conta a história de Sofia, uma menina que “não sabia muito sobre o tempo e ainda menos sobre a falta que o tempo fazia”. A garota percebe, então, que todos podemos guardar o tempo – as lembranças, os aprendizados, a saudade – numa caixinha, talvez a mesma que muitos chamam de memória. O inteligente projeto gráfico da Casa Rex combina o texto enxuto de Alessandra com várias páginas sem palavras, mas repletas de simbologias, nas ilustrações de Alexandre Rampazo.

Ficha Técnica:
COM O TEMPO. Texto de Isabel Minhós Martins, ilustração de Madalena Matoso. Editora Peirópolis, 2015.
CAIXINHA DE GUARDAR O TEMPO Texto de Alessandra Roscoe, imagens de Alexandre Rampazo. Editora Gaivota, 2012.

Sobre os autores:
Isabel Minhós Martins, portuguesa, é uma escritora e editora premiada, com obras publicadas em diversos países.
Madalena Matoso, portuguesa, é escritora, ilustradora e designer.

Alessandra Roscoe, mineira radicada em Brasília, é escritora, jornalista e mediadora de leitura.
Alexandre Rampazo, paulista, é escritor e ilustrador, com dezenas de livros publicados para crianças.


Leia também: Festival online de cinema traz 23 filmes para crianças


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

O escritor Leo Cunha publicou mais de 60 livros, como “Um dia, um rio”; (Ed. Pulo do Gato), “Virando a página”; (Ed. FTD), “Infinitos”; (Ed. Melhoramentos) e “O Livro Maluco das Poções Mágicas”; (Ed. do Brasil). Recebeu os principais prêmios da literatura infantil brasileira, como Jabuti, Nestlé, FNLIJ, Biblioteca Nacional e João- de-Barro. É também jornalista, tradutor e professor universitário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui