Dois livros que brincam com as palavras

"Palavras são como brinquedos de montar: basta combinar suas partes e encaixar suas peças, que são… as letras!", destaca o escritor Leo Cunha

89

Leia em 2 minutos

O saudoso escritor José Paulo Paes definiu com maestria: “poesia é brincar com palavras, como se brinca com bola, papagaio, pião; só que bola, papagaio, pião de tanto brincar se gastam, as palavras não!”

Quando a gente brinca com as palavras, elas pulam, espicham, encolhem, espetam e espantam. Palavras são como brinquedos de montar: basta combinar suas partes e encaixar suas peças, que são… as letras! É o que fazem os criadores de dois livros bem divertidos que destaco na coluna deste mês.

O primeiro é um lançamento de 2021: Tem outra palavra na palavra. Criado pelo cartunista e escritor Nani, o livro é baseado num jogo poético chamado “anagrama”. Já ouviu falar? O anagrama nada mais é do que uma palavra que tem as mesmas letras de outra, mas em ordem diferente: sapo/sopa, lhama/malha, camelo/moleca. Para cada anagrama, o autor cria cenas coloridas e inusitadas, que, certamente, vão surpreender e estimular a meninada a brincar com as palavras.

O outro livro foi lançado nos anos 1990, mas mantém todo o frescor da boa brincadeira poética: Bamboletras, do escritor Dilan Camargo. Assim como no livro de Nani, Dilan encontra palavras que moram dentro das outras, palavras que se escondem e se revelam, se imitam e se espelham. É uma poesia gostosa de ler em voz alta, experimentando o ritmo e, às vezes, tropeçando nos trava-línguas. Veja só um trecho do poema que dá título ao livro: “Borboletas, borboletas / voando em bando /borboletando / amarelas, brancas, pretas / borboletas bailando / ballet”.

Ficha Técnica:
TEM OUTRA PALAVRA NA PALAVRA. Texto e ilustrações de Nani. Editora Compor, 2021.
Ficha técnica:
BAMBOLETRAS. Texto de Dilan Camargo, imagens de Guazelli. Editora Projeto, 1998.

Sobre os autores:
Nani, mineiro, é cartunista, ilustrador, escritor e roteirista.
Dilan Camargo, gaúcho, é escritor, dramaturgo e letrista.
Eloar Guazzelli Filho, gaúcho, é ilustrador, quadrinista e animador.


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

O escritor Leo Cunha publicou mais de 60 livros, como “Um dia, um rio”; (Ed. Pulo do Gato), “Virando a página”; (Ed. FTD), “Infinitos”; (Ed. Melhoramentos) e “O Livro Maluco das Poções Mágicas”; (Ed. do Brasil). Recebeu os principais prêmios da literatura infantil brasileira, como Jabuti, Nestlé, FNLIJ, Biblioteca Nacional e João- de-Barro. É também jornalista, tradutor e professor universitário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui