Os melhores e os piores países para criar filhos

O ranking da US Reports traz 73 países (incluso o Brasil) e leva em conta oito critérios, entre os quais, igualdade de renda e educação pública

1516
Os melhores países para criar filhos – e os piores também; imagem mostra pai e mãe andando de bicicleta cada um com um filho no bagageiro
Um dos aspectos que soma pontos no ranking é ser considerado favorável à família
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

A empresa de mídia americana U.S. News divulgou o ranking dos “Melhores Países para Criar Crianças” em 2020. Elaborado a partir de uma pesquisa global baseada em percepções, o ranking foi feito com base nas pontuações de uma compilação de oito atributos do país: atenção dada aos direitos humanos, ser considerado favorável à família, ter um ambiente para igualdade de gênero, ser visto como feliz , ter igualdade de renda, ser seguro e ter educação pública e sistemas de saúde bem desenvolvidos.

A Dinamarca lidera a lista de melhor país para criar filhos, sendo seguida por Suécia, Noruega, Canadá e Holanda. Entre as primeiras colocações, não houve muitas mudanças em relação à lista de 2019, quando a Suécia ficou em primeiro lugar, seguida pela Dinamarca, Noruega, Canadá e Finlândia.

O Brasil ocupa a 25ª posição do ranking que inclui no total 73 países na lista. No ano passado, o Brasil era o 27º de um total de 80 países. Entre os 5 piores países para criar filhos estão em ordem crescente Omã, Mianmar, Guatemala, Líbano e Cazaquistão, sendo este o último do ranking.

Leia também: Daniel Becker: ‘Como podemos criar filhos melhores para o mundo?’

Confira os 10 melhores países para criar filhos

  lugar – Dinamarca
2º lugar – Suécia
3º lugar – Noruega
4º lugar – Canadá
5º lugar – Holanda
6º lugar – Finlândia
7º lugar – Suíça
8º lugar – Nova Zelândia
9º lugar – Austrália
10º lugar – Áustria

Fonte: US Reports

Acesse aqui a lista completa de 73 países.

Leia também: Viagem em família

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis! 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui