‘Podemos reduzir o desperdício de energia e criar laços com nossa família’, sugere pesquisador

Banhos que duram o tempo de uma (ou duas) canções e o "baú de economias" são algumas das medidas propostas por Rooney Coelho

195
Consumo consciente de energia deve fazer parte da rotina das crianças; ; duas mãos segurando uma lâmpada acesa e um globo
O pesquisador lembra que os pais devem dar o exemplo quanto aos cuidados com o consumo de energia em casa

Leia em 4 minutos

O contexto da crise hídrica no país chamou ainda mais atenção sobre a necessidade consumir recursos de forma consciente. No caso da energia elétrica, além de trazer economias na conta de luz das famílias, já em alta, reduzir o gasto com esse recurso é uma forma de agredir menos o meio ambiente e preservar os recursos naturais para as gerações futuras. Por meio de ações que reforcem o consumo racional da energia, a eficiência energética pode ser trabalhada em casa, inclusive com as crianças.

Em entrevista para a Canguru News, o engenheiro elétrico Rooney Coelho comenta sobre a importância da eficiência energética e como as famílias podem colocar em prática um consumo mais eficiente, envolvendo adultos e crianças da casa. Rooney é graduado pela Universidade de Fortaleza, professor da PUC-SP do curso de Ciência de Dados e Inteligência Artificial e faz pós-doutorado em engenharia elétrica na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Confira abaixo a entrevista completa.

Dr Rooney Coelho é graduado em engenharia elétrica e faz pós-doutorado na USP

1- No que consistem as ações de eficiência energética? O que significa ser eficiente hoje?

Quando nos deparamos com uma crise, os governos e a sociedade em geral se conscientizam da necessidade de conter os desperdícios de energia. Com o aumento do consumo de energia no mundo, a sociedade vem cada dia se preocupando mais com as medidas de uso racional das diversas formas de energia, em especial a energia elétrica. Para isso, é necessário realizar a conscientização da população sobre esse tema, de preferência a partir das crianças, que são capazes de ensinar os próprios pais em muitos assuntos. Desde nos lembrar de apagar a lâmpada ao sair do quarto a como não usar a máquina de lavar com pouca roupa. As crianças podem nos alertar sobre nosso comportamento e assim nos ajudar a consumir menos energia.

A tendência é que o consumo da energia elétrica se torne cada vez maior, e não podemos poupar esforços para usar a energia de forma eficiente. Isso pode ser feito com a reposição de equipamentos por substitutos de maior eficiência energética, por exemplo. Lembra do selo do PROCEL? Ele é um grande aliado na escolha de um equipamento. Algo muito interessante e promissor em relação à eficiência energética nos dias atuais são os equipamentos chamados “inteligentes”, que são capazes de serem acionados remotamente, tal como a possibilidade de fazer o gerenciamento eficiente de seu consumo, sem falar de tecnologias modernas como a internet das coisas (IoT) que torna possível gerenciar os recursos de geração de maneira bastante otimizada.

2- Porque pensar em atitudes que prezam pelo consumo consciente de energia é importante hoje em dia?

Nossos recursos naturais são limitados e devemos fazer um bom gerenciamento deles. É importante destacar que a geração de qualquer forma de energia agride de uma maneira ou outra o meio ambiente. Ou seja, o consumo de energia, mesmo que de fontes renováveis, não é um motivo para usá-la sem moderação. Como diz o ditado popular “sabendo usar não vai faltar!”.

3- Dentro de casa, como as famílias podem estimular o consumo consciente com os filhos?

Podemos realizar combinados em família com as crianças, a depender da idade de cada uma. Por exemplo, de 4 a 5 anos, podemos promove-los a fiscais do lar, que nos alertam sobre lâmpadas e aparelhos eletrônicos esquecidos ligados. Na hora do banho quente, podemos combinar com os menores que o banho durará o tempo exato de sua canção favorita (ou duas, né!), assim o banho durará poucos minutos. Desta forma geramos na criança o senso de responsabilidade e economia. Para os maiores, pré-adolescentes aos jovens, podemos fazer o “baú de economias”. Se em um mês a conta de energia vier R$ 100 e no mês seguinte R$ 80, a diferença pode ser partilhada entre os filhos, o que os motivará a ajudar na economia de energia.

4- Quais são ações boas e criativas de economia de energia para seguir na rotina?

A economia na rotina da família deve ser praticada intencionalmente e em conjunto, entre pais e filhos. Não devemos abrir a geladeira para ficar pensando na vida e sim devemos abri-la quando já tivermos em mente o que vamos pegar. Ensinamos nossos filhos pelo exemplo, não apenas falando, lembrem-se de que eles irão muitas vezes reproduzir nossas atitudes. O pai, por exemplo, pode criar um tempo de qualidade com seu filho assistindo a um filme juntos ao invés de ligarem duas televisões simultaneamente. Podemos reduzir o desperdício de energia e criar laços com nossa família fazendo mais atividades juntos.


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui