Crianças podem ajudar no consumo consciente de energia; veja dicas

Projetos em escola e estímulos sustentáveis dentro de casa promovem o consumo consciente das crianças, de forma lúdica e eficiente

181
Entenda como educar as crianças sobre consumo consciente de energia
São várias as formas de despertar a consciência das crianças sobre o consumo consciente de energia

Leia em 7 minutos

O preço alto da conta de luz vai impactar com ainda mais força o bolso dos brasileiros nos próximos meses. Em 1º de setembro, a nova bandeira tarifária estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) entrou em vigor. Com uma taxa extra de R$ 14,20 pelo consumo de 100 kWh, a bandeira ‘escassez hídrica’ supera o valor de R$ 9,492 da bandeira vermelha e é reflexo da crise hídrica que o país enfrenta no momento. Nesse contexto, saber como economizar energia é essencial, e contar com a ajuda e o envolvimento das crianças para um consumo consciente dentro de casa pode fazer toda a diferença.

A partir do engajamento dos pequenos nos debates sobre a importância do consumo mais sustentável de energia elétrica e dos recursos naturais é possível promover economias sem precisar de grandes cobranças em casa. As crianças podem ser desafiadas por meio de atividades e jogos sobre o tema a entender mais sobre a energia elétrica e exercer influência em casa com o que aprenderam. Isso sem falar na oportunidade de conversar, ainda, sobre grandes debates contemporâneos, como as mudanças climáticas e seus efeitos mundiais. Para colocar esse protagonismo infantil em prática, as escolas podem trabalhar o assunto tanto no âmbito pedagógico, quanto em parceria com as famílias, no dia a dia.  

Conscientização nas escolas

Por meio de projetos educacionais e parcerias com grupos como a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), Neoenergia e a própria ANEEL, várias instituições de ensino no país já promovem atividades para informar as crianças de forma criativa sobre questões relacionadas à sustentabilidade e eficiência energética.

CPFL Nas Escolas

O CPFL Nas Escolas é um exemplo desses projetos. Iniciado em 2011, a proposta é disseminar o uso racional e seguro da energia elétrica, debater questões ambientais e de geração renovável de energia com envolvimento de professores e alunos de ensino fundamental.

De acordo com a CPFL Energia, “o objetivo da ação é engajar as crianças no debate sobre a importância dos recursos naturais e do consumo consciente de energia elétrica”. Dessa forma, a fim de contribuir para a mudança de hábitos e comportamento das comunidades e o uso racional dos recursos, o projeto trabalha com o treinamento de docentes sobre temas como eficiência energética, consumo consciente e segurança no convívio com as redes de distribuição de energia. “Acreditamos que o consumo consciente é a chave para a sustentabilidade do planeta e as crianças são ótimos porta-vozes em suas casas”, diz a CPFL.

Além disso, os alunos das escolas públicas e particulares participantes têm acesso a uma Unidade Móvel de Ensino, uma carreta-escola onde os jovens do 4° ao 9° ano exploram o universo da energia, por meio de jogos e desafios.

Entenda como educar as crianças sobre consumo consciente de energia
A Unidade Móvel de Ensino complementa as atividades do CPFL Nas Escolas com jogos e atividades | Imagem: divulgação CPFL

Para expandir o ensino de boas práticas de consumo energético e ajudar a população a economizar energia, o projeto desenvolveu também o aplicativo “Energia em Jogo”. Por meio de uma personagem, a lâmpada Ledinha, os jogadores precisam realizar escolhas conscientes nas atividades e manter a saúde do planeta no app. A conta de luz também não pode ser deixada de lado: no final do mês, a Ledinha precisa ter moedas suficientes para pagar a energia consumida, ou a luz é cortada dos ambientes da casa.

Qualquer um pode jogar, mas para os participantes do concurso CPFL nas Escolas – Energia em Jogo, a economia de energia elétrica na vida real também conta. Ao colocar os conhecimentos do projeto em prática, as famílias precisam informar os hábitos de consumo na sua casa, e também aprendem a ler e entender a conta de luz. Na edição de 2020, as oito famílias que reduziram mais o consumo de energia foram premiadas.


LEIA TAMBÉM:


ANEEL – Educação com Energia

Outra iniciativa que atua nas escolas com o objetivo de transformar hábitos de consumo e difundir questões de desenvolvimento sustentável com as crianças e jovens é o Educação com Energia, um projeto realizado pelas distribuidoras Coelba e Elektro através do Programa de Eficiência Energética, regulado pela ANEEL. Em 2019, 260 colégios foram contemplados e mais de 30 mil alunos participaram das atividades.

Pautados em metodologias como a do Procel nas Escolas, diversos projetos são implantados em escolas dos ensinos fundamental e médio. Eles visam inserir no conteúdo escolar os conceitos e práticas relacionadas ao funcionamento do sistema e a importância de conservar os recursos naturais, como a energia elétrica.

Segundo informações da Superintendência de Pesquisa & Desenvolvimento e Eficiência Energética da ANEEL enviadas à Canguru News, “a metodologia desenvolvida aborda a questão energética e ambiental como algo totalmente ligado ao nosso dia a dia, diferente de uma matéria meramente acadêmica”. “Assim, quando a importância e responsabilidade das ações de cada família é transmitida, refletindo nos impactos para toda a comunidade, é possível criar uma consciência social, em que cada ação individual sustentável gera uma reação em cadeia saudável para o planeta.”

A ANEEL também ressalta que o propósito do projeto vai além das salas de aula. Desse modo, visa a promover mudanças na consciência sobre questões sustentáveis desde cedo na rotina familiar do aluno. “Levar os conceitos e fundamentos de como a energia é gerada, transformada, transmitida e principalmente consumida é de grande importância desde os estágios iniciais da formação escolar. Assim, as crianças passam a se sensibilizar e multiplicar em suas famílias o quanto cada pessoa é responsável por manter uma cadeia sustentável em uma ação simples, como apagar a luz quando sair do ambiente, por exemplo”.

Em casa: 5 dicas para encorajar o consumo consciente com as crianças 

Trazer uma maior consciência ambiental e sobre o consumo energético para a própria casa pode gerar impactos efetivos na conta de energia, assim como proposto por projetos aplicados nas escolas.    

Segundo o Dr Rooney Coelho, pós-doutorando de engenharia elétrica na Escola Politécnica da USP, os pais devem ensinar os filhos a terem hábitos conscientes não só através da fala, mas também das ações. “A economia de energia na rotina da família deve ser praticada intencionalmente e em conjunto, desde os filhos menores aos pais”, ressalta o especialista. Portanto, para que as crianças se envolvam com as questões energéticas, a família pode cultivar algumas ações concretas de conscientização sobre um consumo mais sustentável de energia. Veja a seguir dicas para ajudar as crianças a economizarem energia em casa: 

Junte as roupas da família na hora de lavar

Segundo a CPFL, lavar o máximo de roupas possíveis de uma vez na máquina, sem sobrecarregar o aparelho, é uma ação indicada para ser mais eficiente no consumo de energia. Em casa, os adultos podem envolver as crianças nessa atividade, e chamá-las para colocar as roupas no cesto ou na máquina quando for a hora de lavar e observar como o processo é feito. 
Dados da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) mostram que uma máquina de lavar com capacidade para 5 quilos gasta cerca de 135 litros a cada lavagem. Com menos lavagens, menos água e energia serão utilizadas no processo.

Utilize a luz do sol sempre que possível

Desligar a luz dos cômodos quando ninguém estiver utilizando os ambientes é uma dica essencial, e pode ser combinada com um cuidado em ligar as luzes apenas quando necessário. A família pode trabalhar em conjunto para sempre optar por abrir as janelas e cortinas, liberando a entrada de luz do ambiente. Especialmente durante o verão, quando os dias são mais longos e o uso mais frequente eletrodomésticos como ar condicionado e ventiladores pode deixar a conta até 8,6% mais cara, segundo dados da ANEEL, conversar com os filhos sobre essa prática pode gerar economias visíveis no consumo de energia.

Fique atento ao tempo no banho

Assim como no caso da máquina de lavar, economizar no tempo do banho representa uma economia de água e energia. Procure indicar para a criança que o tempo no chuveiro não deve ser exagerado, apenas o suficiente. Porém, a diversão não precisa ficar de lado. É possível fazer desafios para que a criança se dedique a ficar cada vez mais rápida e eficiente nessa atividade e aja até em parceria com os adultos. Também vale ter metas da casa e “ganhadores” para quem levar menos tempo – mas sem deixar de lado a qualidade do banho.                     

Conteúdos como os dos personagens Paxuá e Paramim, idealizados pelo grupo Neoenergia em parceria com Carlinhos Brown, também ajudam a mostrar de forma lúdica a necessidade dessa economia e uso consciente dos recursos, inclusive no banho.

Paxuá e Paramim são personagens indígenas e difundem orientações sobre consumo consciente e preservação ambiental para crianças.

Mantenha o contato da criança com as questões energéticas

Tudo que a criança aprendeu na escola, pode ser debatido também em casa. Existem vários materiais disponibilizados para todos em sites e apps, como o Energia em Jogo e o Publicações Neoenergia, do grupo Neoenergia, dedicado a trazer manuais e revistas para os adultos e histórias focadas para as crianças sobre o tema. Ler essas histórias e brincar com as crianças por meio dos games é uma forma de manter o contato delas com o tema e conscientizar sobre toda a cadeia energética, tornando-os mais conscientes. 

De acordo com a própria ANEEL, “entender como a eletricidade foi descoberta e difundida na vida moderna é importante para darmos o devido valor e evitar desperdícios”.

Compartilhe com as crianças os resultados das economias

Com a mudança nos hábitos da casa, a família poderá observar resultados positivos na conta de luz. Compartilhar esses bons resultados com as crianças é uma forma de inspirá-las a continuar com a colaboração em casa e a perceber como suas ações transformam na prática o consumo da família, impactando em um uso mais eficiente da energia elétrica.


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui