Anvisa libera Coronavac para crianças de 3 a 5 anos: veja principais dúvidas sobre o assunto

A data de início do uso do imunizante ainda não foi definida pelo Ministério da Saúde; abaixo, veja perguntas e respostas sobre a vacinação dessa faixa etária

189
Criança com pelúcia recebe vacina no braço
A aprovação da Coronavac vale somente para crianças que não são imunocomprometidas
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quarta-feira (13) a aplicação emergencial da vacina Coronavac em crianças de 3 a 5 anos de idade. O imunizante contra Covid-19 é produzido pelo Instituto Butantan e será aplicado em duas doses com um intervalo de 28 dias. A aprovação do imunizante não vale para crianças imunocomprometidas.

“Vacinar crianças de 3 a 5 anos contra a covid-19 pode ajudar a evitar que elas fiquem gravemente doentes se contraírem o novo coronavírus”, explicou a diretora Meiruze Souza Freitas, da Anvisa, relatora do pedido de autorização da vacina. A faixa etária entre 5 e 11 anos começou a ser vacinada em janeiro. Nesse caso, são aplicados os imunizantes da Pfizer (versão pediátrica) e a Coronavac. 

A seguir, esclareça as principais dúvidas sobre a vacinação de crianças entre 3 e 5 anos.

Perguntas e respostas sobre a vacinação em crianças entre 3 e 5 anos.

Qual foi a vacina autorizada pela Anvisa para as crianças entre 3 e 5 anos? 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou por unanimidade a vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, para essa faixa etária.  

A Coronavac tem alguma formulação diferente para essa faixa etária ?

Não. Ela segue a mesma formulação da utilizada em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos e adultos acima de 18 anos. 

Quantas doses serão aplicadas nas crianças de 3 a 5 anos?

Serão aplicadas duas doses com um intervalo de 28 dias, da mesma forma como já ocorre em outras faixas etárias.

Qual a segurança dessa vacina para essa faixa etária? 

A vacina é considerada segura para as crianças. A autorização do imunizante se baseou em estudos nacionais e internacionais sobre a eficácia da vacina no público infantil. As pesquisas foram realizadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Instituto Butantan, além de entidades internacionais. Também foram levados em conta pareceres de sociedades médicas e das áreas de farmacovigilância e de avaliação de produtos biológicos da Anvisa. A diretora Meiruze Souza Freitas, da Anvisa, relatora do pedido de uso da Coronavac, disse que a vacina está aprovada em 56 países pela Organização Mundial da Saúde (OMS), teve cerca de um bilhão de doses aplicadas e tem contribuído para reduzir mortes e hospitalizações. 

A Coronavac pode provocar reações adversas?

De acordo com a área técnica da Anvisa, a Coronavac apresenta baixo volume de reações adversas em crianças. As reações, quando ocorrem, são quase sempre leves e se caracterizam por vermelhidão no braço, dor no local onde a vacina foi aplicada e cansaço. São sintomas semelhantes aos vistos em adultos e nas crianças de outras faixas etárias que já estão autorizadas a tomar o imunizante.

Quando a Coronavac começa a ser aplicada em crianças de 3 a 5 anos? 

Cabe ao Ministério da Saúde definir quando a vacina será incluída no Programa Nacional Imunização (PNI), porém, o órgão ainda não informou uma data. Em entrevista ao jornal Estadão, o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, disse que informações obtidas pelo governo indicam que o Instituto Butantan não descarta a possibilidade de importar as doses da Coronavac da China pela celeridade da vacinação do novo público.

Que outras vacinas contra a covid-19 já são aplicadas em crianças no Brasil?

A própria Coronavac já está sendo aplicada desde janeiro em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos. A Pfizer também foi liberada pela Anvisa, também no começo deste ano, para crianças acima de 5 anos.


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui