Vídeo mostra como crianças pequenas aceitam deficiência com naturalidade – já as mais velhas, não

Vídeo produzido pela fundação russa Naked Heart mostra como a sociedade e os pais influenciam a atitude e a percepção das crianças sobre as diferenças

3143
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Viralizou nas redes sociais esta semana um vídeo que fez um experimento com crianças de idades diversas. Elas tinham de escolher entre duas salas idênticas, que apresentavam os mesmos brinquedos. Em uma delas, porém havia uma criança com síndrome de Down. A outra não tinha ninguém. Qual delas as crianças escolhem?

As imagens revelam que os pequenos com menos de 5 anos se dirigem à sala com a criança com deficiência, demonstrando não perceber suas diferenças. Já as mais velhas vão para a sala vazia. A ideia do experimento é mostrar como a opinião das crianças é influenciada pela sociedade e por seus pais, o que geralmente encoraja certas atitudes em relação às pessoas com deficiência. Quanto maiores elas são, mas difícil é para elas não perceber que todas as pessoas são diferentes. O video foi produzido em março pela Naked Hear Foundation, uma instituição russa que se dedica a ajudar as crianças abandonadas, pessoas com deficiência e seus familiares.

De acordo com uma pesquisa encomendada pela fundação, a maioria das pessoas na Rússia não se envolve com os problemas enfrentados por pessoas com necessidades especiais – apenas 7% estão preparados para ajudar famílias a criar crianças e jovens com deficiência mental e mais de 50% pensam que as crianças com síndrome de Down e atraso no desenvolvimento devem ser educadas em casa ou em instituições especiais, em vez de junto com seus colegas de desenvolvimento típico.

Segundo a fundação diz em seu site, essas atitudes são repassadas às crianças em algum momento da infância, afetando a forma como elas se comportam com os seus pares com deficiência. Quando começam a escola, as crianças já estão começando a adotar os comportamentos e opiniões dos adultos ao seu redor. No entanto, as crianças em idade pré-escolar não percebem as deficiências e aceitam naturalmente pessoas que são diferentes delas. Portanto, para garantir que a sociedade se torne mais inclusiva, os pais devem explicar aos filhos que todas as pessoas são iguais, têm direitos iguais e devem participar plenamente na sociedade, independentemente de suas capacidades mentais ou físicas, ressalta a fundacão.

Segundo o vídeo, marcado como #nascemosinclusivos, algumas crianças tomaram a decisão de participar de uma comunidade inclusiva mas o mundo que elas vivem depende dos pais. “Ensine seus filhos o que essas crianças pequenas lhe ensinaram”, orienta a fundação.

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

Verônica Fraidenraich
Editora da Canguru News, cobre educação há mais de dez anos e tem interesse especial pelas áreas de educação infantil e desenvolvimento na primeira infância. É mãe do Martim, 9 anos, sua paixão e fonte diária de inspiração e aprendizados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui