‘O diagnóstico não é o fim, é um novo começo’

A educadora parental e mãe de uma adolescente com doença rara, Mônica Pitanga fala sobre capacitismo, educação parental e o desafio de construir consciências para lidar melhor com as pessoas com deficiência

358
Mônica Pitanga fala sobre capacitismo e desafios das pessoas com deficiência
Para Mônica Pitanga, é preciso mudar a forma como nos relacionamos com as pessoas com deficiência
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Assim como para muitas outras mães, não foi fácil para Mônica Pitanga receber o diagnóstico de que a filha Luísa tinha uma doença rara. A primeira reação foi de achar que havia um erro no exame e que ele deveria ser repetido. O sentimento de negação logo veio à tona, e de diversas maneiras Mônica tentou fazer com que a filha, que também tem uma deficiência física, pudesse levar uma vida o mais “normal” possível, até perceber que esse não era o melhor caminho a seguir.  

“Os pais sem saber acabam na ansiedade de tentar normalizar o filho, entopem ele de terapias para reduzir a sua deficiência o máximo possível. Muitos nem sabem que isso é capacitismo e acabam reproduzindo, sofrendo sem saber, daí a importância de falar sobre o tema”, avalia.

Num momento difícil em que Luísa sofria bullying na escola e Mônica tinha ainda de cuidar dos outros dois filhos mais novos, ela decidiu se dedicar aos estudos, fazendo cursos de disciplina positiva e parentalidade positiva. Para ajudar também outras famílias, se certificou como educadora parental e, em 2018, criou o projeto de inclusão Mova-se.

No vídeo, ela fala sobre sua história, o que é o capacitismo, o preconceito com a deficiência ao longo dos anos e a atuação como educadora parental. Comenta ainda do desafio que é conscientizar a sociedade para mudar a forma como lidamos com as pessoas com deficiência. A entrevista, realizada pela jornalista Malu Delgado, faz parte da série “Conversas sobre parentalidade”, gravada durante o 3° Congresso Internacional de Educação Parental, em São Paulo.

LEIA TAMBÉM:

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui