Para ler com seus filhos: Estrelinhas no céu?

Dois livros que abordam, com delicadeza e arte, o tema da morte que, por vezes, se evita discutir com crianças ou por ignorância ou por teimosia

Capa do livro Um Belo Lugar, mostra uma ave branca voando sob fundo esverdeado; essa é uma das dicas de Tino Freitas de livros que abordam o tema da morte

Leia em 2 minutos

Com a pandemia do coronavírus, tornou-se mais urgente conversar com as crianças sobre a finitude e questões que vão além da saudade dos parentes e amigos que partiram devastados pela Covid-19. Nesse momento em que nos entristecemos com cerca de 60 mil vítimas, partilho aqui dois livros que abordam, com delicadeza e arte, o tema da morte que, por vezes, se evita discutir com crianças ou por ignorância ou por teimosia.

Nesses dias de confinamento, em que nem sempre podemos olhar para o céu, é bom ampliar essas leituras para além do discurso “vovô virou estrelinha no céu”.

Capa do livro Um Belo Lugar

Em UM BELO LUGAR, a leitura é ritmada, acompanhando o voo do grou, ave-personagem do livro. Também chamado de tsuru, a ave representa, em alguns países, a felicidade e longevidade. Acredita-se que, ao presentear alguém com 1000 origamis (dobraduras em papel) de tsurus, oferta-se sorte e vida longa. É também conhecido como o pássaro celeste, pois dizem que, em seu voo, leva as almas que partiram para um paraíso. Nessa obra emocionante, na metalinguagem proposta pelo autor, voamos ao encontro dos tantos significados que podemos dar ao título do livro.

Capa O Herói Imóvel

“Era uma vez um herói e esse herói era meu pai”. Assim, o menino-narrador nos apresenta as dificuldades que seu pai, O HERÓI IMÓVEL, que dá nome ao livro, enfrenta diante de uma doença terminal. O herói trava uma batalha dentro do seu corpo, onde “anticorpos defendiam sua vida contra adversários ferozes”. As ilustrações nos apresentam um mundo à parte, onde um cavaleiro medieval enfrenta perigos que podem dar fim à sua vida. Mas os autores nos conduzem a um final emocionante em que o herói, por mais que seja derrotado, permanece vivo. Recebeu o prêmio Jabuti em 2012 (2º lugar).

Leia também: 11 livros para conversar sobre a morte com as crianças

Ficha técnica dos livros:
UM BELO LUGAR – Texto e Ilustrações de Alexandre Rampazo. 48 páginas. Editora VR, 2019.
Sobre o autor – Alexandre Rampazo é escritor e ilustrador paulistano. Sua arte já ilustrou mais de 60 livros em parceria e 13 livros próprios, muitos também no exterior. O artista já recebeu diversas láureas importantes como o Prêmio Jabuti.

O HERÓI IMÓVEL – Texto de Rosa Amanda Strausz. Ilustrações de Rui de Oliveira. 32 páginas. Editora Rovelle, 2011.
Sobre os autores – Rosa Amanda Strausz, fluminense, de Niterói (RJ), é jornalista, roteirista, editora e escritora premiada com livros publicados no Brasil e no exterior. Rui de Oliveira, carioca, é um dos ilustradores mais importantes do Brasil. Sua arte
compõe mais de 100 livros de literatura infantojuvenil.

Leia também: 8 livros que te ajudam a conversar sobre a pandemia com as crianças

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis! 

Escritor, jornalista, contador de histórias e mediador de leitura do projeto Roedores de Livros (DF). Alguns dos seus livros já receberam importantes prêmios, como o Prêmio Jabuti, o Selo Altamente Recomendável para Crianças, da FNLIJ, além de integrar seleções de destaque (Selo DISTINÇÃO da Cátedra Unesco de Leitura PUC-RIO e Os 30 Melhores Livros do Ano, da Revista Crescer e Catálogo de Bologna). Foto: Andressa Anholete

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui