Plano de saúde: é preciso fazer escolhas para contar com um bom serviço

Ao contar com um plano de saúde, a família tem acesso a cuidados médicos e hospitalares quando necessário e se protege de eventuais imprevistos de saúde que possam pesar muito no bolso

97

Leia em 2 minutos

Desde que me entendo por gente, tenho plano de saúde. Inicialmente, era dependente do plano de saúde do meu pai. Tão logo comecei a trabalhar passei a ter o meu plano. E essa despesa passou a fazer parte do meu orçamento.

Quando nos casamos, eu e a Gabriela concordamos em manter um plano. Durante algum tempo, fui dependente do plano da empresa onde ela trabalhava. Quando ela voltou a empreender, ativamos novamente um plano familiar.

E porque essa preocupação toda com plano de saúde? Primeiro, pois a saúde é a questão mais importante em nossas vidas. Sem saúde não há o que fazer. O objetivo é ter acesso aos cuidados médicos e hospitalares quando houver necessidade. E também para que isso não traga prejuízos à nossa vida financeira.

Quando a Maria Eduarda nasceu, a importância de um plano de saúde ficou ainda mais presente. Afinal uma de nossas maiores preocupações é garantir um desenvolvimento saudável de nossos filhos. O plano cobriu o pré-natal da Gabriela e também o parto da Duda. E com poucos dias de nascida, foi necessário utilizá-lo para uma cirurgia em virtude de uma hérnia inguinal. Como contávamos com o apoio do plano de saúde, pudemos focar somente na recuperação dela. Nenhuma preocupação financeira.

LEIA TAMBÉM: Pediatras alertam para a prática de atividades físicas no pós-pandemia

Com a chegada do João Pedro, a importância do plano de saúde aumentou. Agora são dois filhos e a preocupação com a saúde deles é ainda maior. Alguns meses atrás, o João Pedro enfiou um Lego pequeno em sua narina. Estava dando aula remota e a Gabriela o levou correndo para o pronto socorro de um dos hospitais conveniados. Foi muito bem atendida e com uma rapidez incrível. Tudo não passou de um susto.

Quando fiz minha cirurgia de vasectomia, todas as despesas médicas e hospitalares foram cobertas pelo plano de saúde.

Há poucas semanas, precisamos fazer o exame para detecção da Covid-19. Os laboratórios estão aproveitando a alta demanda e os preços estão nas alturas. Mas não precisei desembolsar nada. Os exames estavam cobertos pelo nosso plano de saúde.

É claro que essa opção nos obriga a fazer algumas escolhas. Os valores dos planos de saúde têm subido muito mais, nos últimos anos, que a inflação em nosso país. É a chamada inflação dos serviços hospitalares. A adoção de novos procedimentos, coberturas e terapias têm determinados reajustes capazes de assustar os bolsos. A saída tem sido abrir mão ou diminuir o valor de alguma outra escolha. E na sua casa, como vocês fazem com os planos de saúde? Gostaria de saber a a sua opinião sobre o assunto!

LEIA TAMBÉM: O alerta sobre os exames de imagem em crianças

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

Carlos Eduardo Freitas Costa é pai de Maria Eduarda, 12 anos, e João Pedro, 4 anos. Tem formação em ciências econômicas pela UFMG, especialização em marketing e em finanças empresariais e mestrado em administração. É autor de diversos livros sobre educação financeira para adultos e crianças, entre os quais: 'No trabalho do papai' e 'No supermercado', além da coleção 'Meu Dinheirinho'. Saiba mais em @meu.dinheiro

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui