O que fazer para que as crianças se alimentem bem

Especialista dá dicas de como pais podem cuidar melhor da alimentação dos filhos

542
Duas crianças em meio a travesseiros e pratos de salada e frutas; imagem ilustra matéria com dicas sobre como manter a alimentação das crianças saudável.
Ter uma alimentação saudável desde a infância é importante para prevenir doenças crônicas

Leia em 2 minutos

Ter uma alimentação balanceada é fundamental para que as crianças se desenvolvam e cresçam saudáveis. O trabalho da nutrição com crianças e adolescentes serve inclusive como prevenção de problemas futuros, pois a comida tem impacto na saúde a curto, médio e longo prazo. Por isso, para os pais, dicas sobre a alimentação das crianças são sempre bem-vindas.

E é isso o que Marina Felice, especialista em nutrição da criança e do adolescente, faz no vídeo abaixo: ela dá dicas e orientações para que os pais auxiliem os pequenos na formação de bons hábitos alimentares.

Leia também – Até 46% dos alunos e professores podem ser infectados após 2 meses de aula, calcula simulador

“A melhor estratégia prática para prevenir a obesidade infantil e as doenças crônicas é ter uma alimentação equilibrada desde o início da vida”, afirma Marina. “Porque fazer a mudança de hábitos alimentares já formados é muito mais difícil”, explica. 

Entre as dicas da Marina para orientar como os pais podem cuidar melhor da alimentação das crianças está a persistência: se a criança recusa um alimento, ela pode aceitar esse alimento preparado de outra forma ou então aceitar a mesma preparação se oferecida em um outro momento. 

Leia também – Você sabe a diferença entre elogiar e encorajar o seu filho? Veja o que diz a Disciplina Positiva

Segundo Marina, os pais também precisam ter uma alimentação balanceada. “O padrão alimentar da família consolida o hábito alimentar da criança”, diz a especialista. Os adultos devem comer os mesmos alimentos dos pequenos, pois ao oferecer a eles um alimento diferente do que os pais estão consumindo, a chance de rejeição é maior. 

Outras dicas da Marina incluem manter uma rotina de horários para as refeições, para ajudar no estabelecimento de limites, e envolver a criança no preparo dos pratos, pois isso facilita que ela aceite experimentar novos alimentos. Ela também destaca a importância do café da manhã, sugerindo que os pais incentivem que as crianças tenham o hábito de fazer essa refeição desde pequenos. 

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis! 

Jornalista formada pela Unesp. Foi trainee do jornal O Estado de S. Paulo e colaboradora em jornalismo da TV Unesp. Na faculdade, atuou como repórter e editora de internacional no site Webjornal Unesp e como repórter do Jornal Comunitário Voz do Nicéia. Também fez parte da Jornal Jr., empresa júnior de comunicação, e teve experiências como redatora e como assessora de comunicação e imprensa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui