Não consigo deixar de gritar com os meus filhos

A educadora parental Magda Gomes Dias fala sobre paciência, desafios das relações com os filhos e competências socioemocionais

166
Mulher grita com mão aberta, paciência e controle são alguns dos desafios das relações com os filhos
"A paciência é algo que podemos desenvolver em nós e que pede investimento e dedicação", diz Magda

“Eu bem que tento, mas não consigo deixar de gritar com os meus filhos. Eu sei que tenho estourado com qualquer coisa, mas eles também me tiram do sério.”

Se ganhasse um real por cada vez que escuto estas duas frases juntas teria um saco muito, muito pesado (mas não a ponto de ficar rica com isso!) cheio de moedas.

A paciência é algo que podemos desenvolver em nós e que pede investimento e dedicação. Alguns já nascem mais capazes do que outros, mas é também uma questão de autorregulação, conhecimento pessoal e pausa.

Dito isto, também é verdade que ser pai e mãe é dos papeis sociais que mais desgaste tem associado. Sabemos que os níveis de cortisol nos pais conseguem ser superiores a um estudante na véspera de um exame ou de profissionais com muitas responsabilidades. Daí que o nosso “capital” paciência esteja, bem frequente, na reserva.

Dos pais com quem tenho trabalhado, o que eu sei é que ninguém tem filhos para se chatear o tempo todo. Também sei que uma criança pequena necessita de pais flexíveis, em boa forma, com o sono em dia e com boa dose de paciência para repetir 20 vezes a mesma coisa, numa só manhã – e se recebêssemos um real por cada frase que repetimos, aí sim estaríamos bilionários ao fim de poucos anos! Mas pedir isso é pedir o impossível – o que significa que dificilmente atingiremos o bilhão –, ou algo perto disso.

Contudo, pergunto-me se, no final do dia, haverá maior riqueza do que estarmos descontraídos em casa, batendo um papo bom em família, com as crianças. Haverá melhor coisa que um conflito bem resolvido, justo e honesto, que deu oportunidade para acertarmos o caminho? Há sim! Ir dar um beijo em nossos filhos, quando eles já dormem. Isto tudo junto, então, é tudo de bom!

Se está difícil, se você perde facilmente a paciência e não consegue lidar com os desafios das crianças, o que está esperando? Com toda a franqueza, tratam-se apenas de competências socioemocionais e, por isso, possíveis de serem aprendidas. Vai esperar que o tempo passe ou que o outro mude? Parentalidade, você já sabe, é sobre os pais. Tome, portanto, as rédeas da relação.


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

Magda Gomes Dias, 42 anos, tem dois filhos: Carmen, 10 anos, e Gaspar, 7 anos. É natural do Porto, Portugal, e fundadora da Escola da Parentalidade e Educação Positivas, onde oferece programas de certificação e especialização na área. Autora do blog 'Mum's the boss', escreveu os best-sellers 'Crianças Felizes' e 'Berra-me Baixo', além do livro 'Para de Chatear a Tua Irmã e Deixa o teu Irmão em Paz'.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui