Você se permite?

Muitas vezes, acreditamos em crenças que enfraquecem nosso poder de decisão e de credibilidade. A psicóloga Andrea Romão dá dicas de como ressignificar esses pensamentos e assim mudar a percepção que temos sobre nós mesmas

166
Mulher de faixa na cabeça se autoabraça

Uma destas manhãs, me peguei querendo fazer algo simples, sem correria, tirar um momento para fazer algo que me desse prazer, quando notei que uma parte de mim queria isto, mas outra me dizia que eu não poderia. Afinal de contas, eu tinha um milhão de coisas na minha lista de tarefas para fazer e o relógio já estava correndo. A sensação era de que eu não tinha permissão, que eu não merecia ter este momento. Não era merecedora.

Já se sentiu assim?  

Como ou a partir de que momento eu passei a acreditar que não era merecedora?

Aprendemos ao longo de nossa vida, na verdade desde nossa infância, crenças que enfraquecem nosso poder de decisão e de credibilidade em nós mesmas. Pode ter sido uma infância difícil, pais que nunca deram segurança ou ainda relações afetivas de manipulação emocional, abuso, rejeição, enfim, experiências que nos proporcionam pensamentos de não merecimento como: “Não sou boa o bastante”, “Isto não é para mim”, “Eu não consigo mesmo”, nos tornando frágeis e principalmente nos fazendo perder a nossa autoestima e amor próprio.

Todos nós sabemos o que merecemos, mas não temos coragem de admitir porque pensamos que não merecemos. E pior, pensamos assim, porque assumimos para nossa vida, uma verdade que nem era nossa.

Por isso, é tão importante você ressignificar esta “verdade” que não é sua e que te impediu de ter o que realmente merece.

Primeiro passo

Identifique a crença. Volte na sua história. Onde, quando, o que fez você acreditar que não era boa o suficiente e nem merecedora de ter coisas boas.

Segundo passo

Perdoe quem você entendeu que a prejudicou. As pessoas não fazem as coisas erradas de propósito, elas têm uma intenção positiva por trás.

Terceiro passo

Imagine a cena de outro ângulo, como um observador que olha de fora a experiência vivida. Depois troque de posição com a outra pessoa envolvida e por último volte para a sua posição e experimente a sensação. Você vai perceber as emoções diferentes e notará outros significados para a mesma experiência.

Quarto passo

Quanto mais você potencializa estas crenças, mais delas você vai ter. Mude sua linguagem interna.

Quinto passo

Construa uma nova crença fortalecedora para colocar no lugar da antiga.

O autoconhecimento traz liberdade de escolha. Você pode escolher o que vai acreditar daqui para frente. Você merece tudo o que quiser!


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui