‘Ser pai é aprender todos os dias’

O administrador Fernando Dias diz que, mesmo após 11 anos de experiência com a paternidade, segue sem saber "um monte de coisas", mas continuará estudando para ser o melhor pai do mundo 

323
Fernando Dias abraça as duas filhas na cama
Fernando e as filhas Duda (esquerda) e Gabi
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Eu me lembro como se fosse hoje – o dia em que minha primeira filha nasceu. Quando eu peguei aquele serzinho no colo eu pensei: “Meu Deus, que emoção!” 

E eu não sabia muito sobre o que era ser pai. 

Eu não sabia que eu ia virar várias noites em claro com aquele bebê no colo, chorando, com cólicas, com fome, com a fralda suja, ou nem sei o quê.

Eu não sabia que eu iria chegar no trabalho no outro dia morto de sono, como se eu tivesse sido atropelado por um caminhão.

Quando minha filha pegou a primeira birra no meio de um shopping, deitou no chão e o shopping inteiro olhou para a gente, eu não sabia o que fazer.

Quando eu levei minha filha para cortar o cabelo pela primeira vez e a moça me perguntou como eu queria que ela fizesse o corte, eu não sabia o que responder.

Quando a licença maternidade acabou e a gente teve que decidir se iríamos colocar nossa filha em uma escolinha ou se iríamos contratar uma cuidadora, eu não tinha certeza da decisão que eu precisava tomar. 

Quando eu comecei a aprender a ser pai e a achar que eu sabia de tudo, veio a segunda filha. 

Eu cheio de experiências com a primeira e de certezas do que fazer com a segunda, descobri que uma era totalmente diferente da outra e me vi, novamente sem ter muita certeza do que fazer. 

Agora, as duas estão grandes. Uma com onze e outra com oito anos. Dia desses, a mais velha me perguntou se poderia ir para um sítio com as amigas e a família dela, mais uma vez, me vi perdido e sem saber o que fazer. 

Ser pai é isso. É ter que aprender todos os dias a como lidar com os desafios e as oportunidades que só a paternidade nos traz. 

Agora, depois desses 11 anos de experiência como pai, eu continuo sem um monte de respostas. Continuo sem saber um monte de coisas. 

Mas uma coisa eu sei muito bem: que enquanto eu puder, eu vou continuar estudando e me preparando para ser sempre o melhor pai do mundo para as minhas filhas. 

Enquanto eu puder, eu quero e vou estar presente em cada momento importante da vida delas. Enquanto eu puder, eu vou aproveitar cada segundo, cada minuto de convivência com elas. 

Pois ser pai é isso. É plantar todos os dias, para colher os frutos no amanhã. 

Feliz dia dos pais para todos nós. 

*Este texto é de responsabilidade do colunista e não reflete, necessariamente, a opinião da Canguru News.

LEIA TAMBÉM:

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui