4 jogos que ajudam a desenvolver habilidades socioemocionais das crianças

Educadora sugere brincadeiras em família que fortalecem vínculos e favorecem a aprendizagem lúdica

381
Pai joga jogo de tabuleiro com os filhos
Ao dedicar um tempo para se divertir com os filhos, os pais criam um ambiente familiar positivo e acolhedor
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

As brincadeiras em família podem ir muito além da diversão, sendo uma oportunidade valiosa para o desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças. Na interação com os familiares, os pequenos podem exercitar habilidades linguísticas, motoras, cognitivas e afetivas, estabelecendo conexões significativas com o mundo ao seu redor. 

“As brincadeiras em família proporcionam um ambiente seguro e descontraído para que as crianças possam aprender sem medo de errar. Essa forma de aprendizagem lúdica é bastante significativa, pois os pequenos assimilam conceitos e habilidades de maneira mais leve e natural”, ressalta a educadora Thais Lenhardt, coordenadora de soluções pedagógicas da Mind Lab, empresa que realiza projetos educacionais com foco no desenvolvimento de habilidades socioemocionais.  

Os jogos têm o potencial de desafiar as crianças em muitas habilidades. Thais destaca quatro deles:  

Jogos de memória

Ajudam a exercitar a memória visual e a concentração, melhorando a capacidade de reter e recuperar informações. E os de palavras, como o “Stop”, favorecem o desenvolvimento da linguagem, enriquecendo o vocabulário, a ortografia e a criatividade verbal das crianças.

LEIA TAMBÉM:

Jogos de movimento

Brincadeiras que envolvem movimento físico, como esconde-esconde ou jogos de dança, promovem o desenvolvimento motor, a coordenação motora e a consciência corporal. E os jogos em equipe, incentivam as crianças a dividir tarefas, reconhecer objetivos comuns, compartilhar ideias e a fortalecer a empatia e o respeito pelo outro.

Jogos com dados e cartas

Podem envolver o fator sorte e a probabilidade e, por isso, contribuem para o exercício do controle da impulsividade e do equilíbrio entre arriscar e ser mais conservador, baseando-se nas chances daquela carta ou número serem sorteados. Quem nunca se arriscou demais mesmo considerando poucas chances de obter a carta desejada no monte? Esses jogos também contribuem para a flexibilidade de pensamento já que, diante de uma jogada que não deu certo, é preciso pensar em novas possibilidades, trocando apostas e criando novos planos e estratégias. 

Jogos de estratégia 

Estimulam o planejamento, a análise de consequências e a tomada de decisões assertivas. Essas atividades potencializam o raciocínio lógico, a concentração e a capacidade de resolver problemas.

Importância das brincadeiras em família

Brincar em família fortalece os vínculos afetivos e cria memórias afetivas duradouras. Esses momentos compartilhados contribuem para um ambiente familiar positivo e acolhedor, essencial para o desenvolvimento emocional das crianças. As brincadeiras em família têm um papel crucial no desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças. Por meio delas, os pequenos aprendem, exploram, interagem e se divertem, desenvolvendo habilidades essenciais para o crescimento saudável. 

É importante reservar um tempo na rotina para brincar em família, seja com jogos de tabuleiro, atividades ao ar livre ou simplesmente inventando brincadeiras juntos. Esses momentos vão ser inesquecíveis e deixarão marcas positivas na vida das crianças e dos adolescentes, contribuindo para o seu crescimento como indivíduos felizes, criativos e emocionalmente equilibrados. “Aproveite a magia das brincadeiras em família e construa laços ainda mais fortes com seus filhos”, ressalta Thais.

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui