Como aprender e ensinar seus filhos a se acalmar

887
Criança brinca dentro de caixa de papelão toda rabiscada. Criar um lugar em casa que a criança possa ir para se acalmar é uma das dicas da Disciplina Positiva que ajudam na autorregulação e no autocontrole.
Criar um lugar em casa que a criança possa ir para se acalmar é uma das dicas da Disciplina Positiva que ajuda na autorregulação e autocontrole.

Leia em 3 minutos

Saber se acalmar é um desafio mas não algo impossível. Já que a vida nos forçou essa pausa, que ela seja então uma PAUSA POSITIVA (cheia de aprendizado) e não um “cantinho do pensamento” (onde a última coisa que se faz é refletir e aprender). Não há aprendizado no meio do caos, do conflito e do descontrole. Por isso, já conversamos sobre autocontrole e sobre como reparar nossos erros.

Você já deve conhecer a famosa frase da Dra Jane Nelsen: “De onde tiramos a ideia absurda que para fazer uma criança agir melhor precisamos antes fazê-la se sentir pior?” do seu livro Disciplina Positiva (veja referências no fim do texto).

Vamos refletir sobre ela:

  • nós só agimos melhor se nos sentimos bem – daí a importância de
    aprender a se acalmar;
  • fazer o outro se sentir pior parece funcionar na hora (gritar, brigar,
    colocar de castigo etc.), mas em longo prazo não – as crianças voltam a ter aquele
    comportamento desafiador;
  • o outro não vai aprender a não errar mais se estiver se sentindo pior –
    culpa e vergonha podem gerar sentimentos de vingança, medo, baixa autoestima,
    dissimulação, rebeldia;
  • punição é uma ideia absurda que nos leva a ter um comportamento
    automático – apenas reproduzimos um modelo de criação autoritário,
    desrespeitoso e fadado ao colapso.

Por isso, a Disciplina Positiva propõe que façamos PAUSAS POSITIVAS – aprendamos a usar o autocontrole e a autorregulação para nos sentir melhor e usarmos nosso cérebro racional (e não o reptiliano que nos faz apenas REagir).

Leia também: Pais cansados e sobrecarregados na quarentena: o que fazer?

Como podemos nos antecipar e evitar esse descontrole? Você já sabe que comportamentos “te tiram do sério”. Então, planeje com antecedência como você pode AGIR na hora que algo estressante acontecer em vez de simplesmente REagir com um grito ou sermão ou
qualquer outro comportamento que não é eficaz. Você pode por exemplo:

  • contar até 10, 20, 50, 100… mentalmente ou em voz alta
  • respirar fundo em sequência algumas vezes – de verdade
    funciona!! Nós não respiramos direito. Precisamos aprender e fazer
    isso todos os dias para melhorar a oxigenação do cérebro e relaxar
    corpo e mente
  • tomar água (funciona muito e é possível fazer isso em qualquer
    lugar – eu faço muito em sala de aula)
  • sair de cena – AVISE as pessoas envolvidas o que você vai fazer:
    “Estou muito irritada e preciso me acalmar antes de tomar qualquer
    decisão/fazer qualquer coisa – vou me deitar um pouco de olhos
    fechados e em silêncio na minha rede. Assim que estiver melhor,
    retomamos esse assunto.”
  • fazer qualquer coisa que TE faça bem (rezar, ouvir música, dançar
    etc.)– lembre-se de avisar os outros.
    No livro infantil “Espaço Mágico que acalma”, Jane Nelsen (veja referência no fim do texto) nos conta a história de uma mãe que ensina seu filho a criar um lugar especial para se acalmar. É importante que esse lugar seja criado e decorado com as crianças (filhos em casa ou alunos em sala de aula). O nome também é dado pelas crianças para que se sintam ativas e úteis e assim mais motivadas a utilizar e se beneficiar desse espaço.

Leia também: Cantinho do pensamento: será que funciona?

Esse espaço para se acalmar se diferencia do cantinho do pensamento porque:

  • são as crianças que idealizam, decoram e nomeiam esse local que é deles
  • não mandamos nossos filhos ou alunos para esse lugar e sim oferecemos
    essa possibilidade para se acalmarem: “Te ajudaria ir para seu espaço
    mágico (usando o nome que eles deram para esse lugar)?”
  • eles vão decidir com a sua ajuda o que pode ter lá que os ajude a se
    acalmar – pode ser apenas sua cama ou poltrona favorita ou um lugar
    com coisas que vocês decidiram que seria útil ter ali à disposição:
    travesseiro ou bichinhos fofinhos para abraçar, papel e lápis colorido para
    desenhar, bolinhas para apertar, livros de história etc.
  • Lembre-se que eles aprendem com nosso exemplo. Portanto, tenha o seu
    lugar para se acalmar também e avise seus filhos/alunos quando você
    precisar ir para lá: “Vamos fazer uma pausa e resolver isso depois que nos
    acalmarmos.”
  • Depois da pausa positiva todos poderão conversar respeitosamente sobre
    o que aconteceu, aprender com seus erros e focar em soluções que sejam
    respeitosas para todos

1 – Disciplina Positiva – Jane Nelsen – Editora Manole;
2 – Espaço Mágico que acalma – Jane Nelsen – Editora Manole
Você pode adquirir os livros da Disciplina Positiva com 20% de desconto no site www.beteprodrigues.com.br

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui