Momentos especiais: nesta quarentena, reserve um tempo diário para estar junto a cada um de seus filhos

Neste período em que estamos confinados dentro de casa, procure programar momentos especiais e individuais com cada pessoa da família

543
Mãe e filha de pele morena brincam em carro de papelão. Criar momentos especiais com cada um dos filhos é uma forma de investir em tempo de qualidade com eles
Para esses momentos especiais, vale conversar, brincar e se divertir juntos

Leia em 3 minutos

Eu não sei vocês, mas eu geralmente associava “momentos especiais” a programas fora de casa: passeios, idas ao cinema, ao teatro, ao parque, viagens, restaurantes, lanchonetes… Tudo que não podemos fazer nesses tempos de quarentena e resguardo. Quando eu entendi o que momento especial significa para a Disciplina Positiva, tempo de qualidade, passei a dar muito mais valor para cada minuto junto das pessoas que realmente importam para mim. 

E neste momento em que estamos confinados dentro de casa, o que acha de programar momentos especiais e individuais com cada pessoa da família? Por exemplo, se você mora com seu parceiro e vocês tem dois filhos, poderiam reservar todos os dias, alguns minutos de exclusividade para criar conexão e cultivar os relacionamentos com cada um deles. Pode ser pouco tempo. O que você puder dispor, porque aqui o importante é a qualidade desse tempo juntos. Seguem exemplos para diferentes idades:

Se seus filhos forem pequenos, defina que momento do dia vocês estarão sozinhos para conversar, brincar, se divertir juntos! Vocês podem se alternar, cada vez, um escolher a atividade que será realizada. A ideia não é se forçar a ficar brincando com seu filho – eles nos conhecem e sabem se estamos curtindo a companhia deles ou não. Portanto, ensine brincadeiras e jogos da sua infância, leiam livros, conversem… As crianças adoram ouvir histórias sobre quando eram bebês e saber que você está ali atento, compartilhando atenção e tempo, se divertindo! Usem a criatividade: desenhar, criar personagens, fantoches, máscaras, inventar histórias, dramatizar ou só rolar no chão fazendo cócegas!

Leia também: Ensinar a criança a respirar traz vários benefícios à sua saúde

Se forem adolescentes, você precisará ser mais hábil na aproximação porque são características da adolescência o rebelar-se (achando que tudo que é proposto pelos pais é chato), a busca pela privacidade (por isso vivem trancados em seus quartos com seus fones de ouvido e sabe-se lá interagindo com quantas pessoas ao mesmo tempo), a oscilação de humor. Então, agendar um horário especial, mesmo que não seja diário, é a oportunidade de conectar-se com seu filho adolescente. Deixe claro que seu objetivo é passar um tempo se divertindo com ele(a). O importante é você se controlar e não usar essa oportunidade para dar sermões, reclamar ou brigar. Seguem algumas sugestões:

  • Vocês podem fazer alguma atividade física juntos – uma caminhada (com máscaras), subir e descer as escadas do seu prédio, uma aula online, dançar ao som de uma música ou praticar um esporte que eles gostem. 
  • Pode ser uma atividade cultural: assistir a um filme, uma série, um show de stand up ou uma live musical. Talvez um jogo: é a chance de ensinar seu filho a jogar buraco, truco, xadrez, imagem e ação, War, Rummikub… Escolha algo que você sabe que será difícil resistir ao convite! 
  • E por que não uma tarefa doméstica? Se convidados a ajudar em vez de forçados a colaborar, os jovens vão adorar aprender a “se virar”: preparar uma refeição, escrever uma lista de compras do supermercado e talvez até fazer as compras, lavar roupa ou a louça, fazer sua própria cama… Isso tudo pode ser acordado entre vocês – como cada um pode contribuir para que não sobrecarregue ninguém. 

O mais importante é criar espaço para essa aproximação e demonstrar afeto e carinho, mantendo o senso de humor. Vocês podem combinar de não usar eletrônicos e nem falar de nada relacionado a escola ou trabalho nesse momento – divirtam-se! É uma forma de mostrar aos filhos que você está do lado deles e que realmente se importa com eles.

Leia também: Como ensinar a criança a fazer escolhas

E se eles não toparem nada?
Fique apenas perto deles, na sala ou cozinha, disponível para ouvi-los, conhecê-los. Observe com interesse discreto e mudo, mostre-se próximo, sem celular ou nada na mão, demonstre amor e afeto. E se eles perguntarem por que você está ali diga: “nada, só estou te admirando”. 

E não se esqueça do (da) seu (sua) parceiro(a)! O romance não precisa terminar por causa da quarentena! Procure criar momentos especiais também com ele (ela). Resgate algo que vocês gostavam de fazer juntos que há tempos não fazem ou simplesmente divirtam-se juntos! Lembrem-se que nossos filhos aprendem com nosso exemplo. 

No próximo artigo falaremos mais sobre tempo de qualidade com alguém muito especial: nós mesmos!

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis! 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui