É possível manter o equilíbrio emocional na quarentena?

3 atitudes simples e eficazes para criar um clima de paz na casa neste período de isolamento social

644
Manter o equilíbrio emocional na quarentena e dar conta das demandas casa e do trabalho é um desafio, como mostra essa mãe trabalhando no computador com olhar de desesperada e o filho sentado nos seus ombros. Conheça 3 atitudes simples para criar um clima de paz na casa
De um lado, as demandas dos filhos, do outro, as da casa e do trabalho. Temos de agir já para que as "explosões" não nos façam grandes danos

Em parte, parte do mundo lá fora, parou. A agitação das ruas, o corre-corre, os conflitos na estrada, o cansaço e a ânsia de chegar em casa desapareceu. Estamos em casa. Mas a agitação, as birras, o cansaço, os conflitos e todo o resto continuam… Só que agora, dentro de casa. Tenho recebido cada vez mais pedidos de ajuda por parte das famílias que não estão a conseguir dar conta do equilíbrio que a vida nos está a pedir: conciliar tudo e conseguir manter um equilíbrio emocional.

A fonte do conflito e desta ansiedade parental está, em grande parte, nas demandas dos filhos. Ora porque são pequenos, ora porque precisam de apoio escolar, ora porque não cooperam, ora porque não dormem e, por isso, ninguém descansa. E, do outro lado, estão as tarefas domésticas, a necessidade de responder aos emails que continuam a cair. A angústia, a ansiedade e a frustração aumentam numa escala desmedida e o cocktail tem tudo para explodir. Temos de agir já, para que as explosões não façam grandes danos… é que, como já sabes, se não morremos da doença, ainda podemos morrer da cura.

Leia também: Como aprender e ensinar seus filhos a se acalmar

Com os pais com quem tenho trabalhado, estamos a apostar, numa primeira fase, naquilo que é o mais essencial: criar um clima de paz em casa que ajude a atingir um equilíbrio emocional e quero contar-te como é que isto se consegue. O mais curioso é que quase aposto que tudo isto vai te fazer sentido, mas não o tens feito porque tens esquecido. Então, vamos juntos, porque ninguém merece sentir-se assim, frustrado, ansioso e exausto, todos os dias.

Antes de tudo, quero convidar-te a andar mais devagar, em casa. Podes também fechar as portas, as gavetas e todo o resto com maior delicadeza. Pousa os pratos em cima da mesa com mais gentileza. Gestos pequenos que, como vais perceber, ao longo deste texto, te levarão a conseguir esse tão desejoso ambiente.

Fala mais baixo, mais pausadamente. Mesmo que possas estar ansiosa ou ansioso. Faz por isso sempre que possível, mais ainda quando os teus filhos estiverem a brigar ou quando estiverem a fazer uma birra.

Aproveita, coloca o som da TV mais baixo ou desliga. Os ecrãs desfocam, tiram a atenção e deixam um ruído de fundo que não nos deixa pausados.

Leia também: Quarentena também é sinônimo de (muitos) aprendizados para as crianças

Eu podia ficar por aqui, porque sei que só isto já reduz a intensidade e a energia de casa. Mas vou falar-te de um terceiro ponto muito importante e, com ele, dar razão às nossas mães: a casa precisa mesmo de estar arrumada. Menos coisas significa menos necessidade de arrumação e limpeza, fluidez e, um bônus grande: quando nós e a criança sabemos onde estão as coisas que procuramos, não só demoramos menos tempo a encontrá-las como também saberemos onde guardá-las. E acredita em mim: isto não é um detalhe. Uma casa arrumada, com todas as coisas no seu lugar torna-se um lugar agradável de estar. E há lugar mais importante de se gostar de estar que a nossa casa?

Assim, quando eu reduzo a intensidade da minha comunicação verbal e não-verbal, quando procuro ter a casa em harmonia, o que é que ganhamos todos? Serenidade. E, com a diminuição simples mas tão importante da energia, todos seremos capazes de fazer melhor a gestão das nossas emoções e tomar melhores decisões e até de pensar com mais clareza.

Como é que podemos querer que os nossos filhos possam autorregular-se, fazer menos birras, cooperar quando em casa se vive com demasiada intensidade? Vamos inverter isto?

Um de nós precisa começar a agir para inverter esta tendência. E, mais uma vez, confia em mim e começa por estes 3 pontos, citados acima, que são simples e eficazes. Não tens de ter toda a gente de tua casa a fazer isto. Aliás, não tens de ter ninguém a fazê-lo. Começa tu e, em 3 ou 4 dias, se o fizeres de forma consistente, verás como a paz começa a aparecer, devagarinho, aí por casa. Eu sei disto porque vejo acontecer com todas as famílias com quem trabalho. A consistência é o segredo. E posso dizer-te que, neste momento das nossas vidas, um clima de paz em casa e o equilíbrio emocional não têm preço! Paz, é o que todos desejamos nas nossas casas. É isso que te desejo.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis!

1 COMENTÁRIO

  1. Tema maravilhoso, ainda mais no momento em que estamos vivendo! É muito importante mantermos a saude emocional,eu adorei a matéria! Se alguém tiver interesse em continuar focado na saude e equilibrio emocional deixo aqui um curso maravilhoso que tem ajudado muitos ,é uma verdadeira mudança de vida! https://bit.ly/35Ekztl

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui