“Eu contaminei os meus filhos”

Diretora e publisher da Canguru News, Ivana Moreira conta a experiência de ter pego Covid-19 junto com a família inteira

"Que mãe consegue pensar racionalmente quando o perigo está rondando seu filho?", diz Ivana

Leia em 2 minutos

“Quem acompanha a newsletter da Canguru News talvez tenha notado a minha ausência nas últimas semanas. É que a Covid-19 me pegou – e, o pior, não só a mim. Testei positivo numa sexta-feira. Meu marido e meus dois filhos, no domingo. Quando os resultados dos exames dos meninos saíram, eu só conseguia pensar: “contaminei os meus filhos”. De repente, várias pautas sobre as quais discutimos aqui, viraram a minha realidade. 

O coração ficou apertado. Eu sei que casos agudos entre crianças são raros – já escrevi sobre isso. Mas que mãe consegue pensar racionalmente assim quando o perigo está rondando seu filho? E se eu ficar muito mal e não conseguir cuidar deles? E se o pai também ficar muito mal também? E se acontecer o pior mesmo?

Foram duas semanas de angústia. Felizmente, passamos relativamente bem pela doença – nenhum dos quatro foi parar numa UTI (o que já é uma super bênção, não?). Mas saímos todos com a convicção de que, sem vacina, ninguém está a salvo do vírus, por mais que respeitemos as medidas sanitárias recomendadas por cientistas para evitar o contágio.

E, mais do que tudo, saímos com os vínculos familiares ainda mais fortes. Um cuidou do outro. Pedro e Gabriel aprenderam a usar o oxímetro e passaram duas semanas medindo a saturação da família inteira – montaram uma escala. Pedro, o mais velho, assumiu a responsabilidade de vigiar os horários dos remédios dele e do pai. Deixou comigo os meus e os do caçula, Gabriel. Todas as noites, antes de dormir, checava como cada um estava se sentindo.

Não voltei a mesma depois da Covid-19. Talvez por isso, pela primeira vez, eu tenha me tocado que neste sábado (15) é Dia Internacional da Família. Mais do que nunca quero celebrar a minha. E quero que você celebre a sua, intensamente.


Leia também: Onde você imagina sua família daqui a 5, 10 ou 15 anos?


Gostou do nosso conteúdo? Receba a Canguru News no seu e-mail. É grátis!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui