Bullying na escola: 8 sinais de que seu filho sofre com a prática

Especialista lista principais mudanças de comportamento nas crianças para ajudar pais e professores

395
Menino vítima de bullying na escola é filmado com celular por colega
Mudanças de humor e queda no rendimento escolar podem surgir em alunos que são alvo de bullying
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Quatro em cada dez crianças foram vítimas de bullying na escola, devido a fatores como a aparência do corpo, do rosto, da cor e etnia, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E com o aumento do uso das redes sociais, essa prática de violência física ou psicológica se tornou comum também no ambiente digital, atingindo um número ainda maior de crianças e adolescentes. 

Identificar o problema nem sempre é fácil para os adultos que podem ter dificuldade de compreender as dores das crianças e dos adolescentes. “Muitas vezes, eles sofrem dores que acabam desacreditadas pelo fato de seus pais e professores já terem passado por experiências semelhantes, e que aparentemente não lhes causaram grande impacto”, explica o educador e psicólogo Rossandro Klinjey, cofundador da edtech Educa.

A prática do bullying pode trazer sérios prejuízos às vítimas, entre os quais transtornos alimentares, síndrome do pânico e outras formas de sofrimento psicológico. Porém, esses danos podem ser evitados a partir da percepção de sinais e o acompanhamento profissional e o apoio familiar, afirma Klinjey. 

Para ajudar pais, cuidadores e gestores educacionais a identificar tais indícios com maior rapidez, ele lista abaixo os oito principais sinais que uma criança que sofre bullying pode apresentar.

LEIA TAMBÉM:

1- Isolamento social 

Uma das reações mais comuns do aluno que sofre com bullying é o isolamento social. Ele tende a ficar cada vez mais retraído, buscando se afastar do convívio social, inclusive no âmbito familiar. Ficar sempre no quarto, se recusar a almoçar e jantar com a família são alguns exemplos de comportamentos típicos e que merecem atenção.

2- Mudança de humor 

Outra conduta frequente é uma alteração radical de humor. Tristeza constante ou irritação contínua, sobretudo diante de situações rotineiras, são sintomas que os pais precisam se atentar porque evidenciam que existe algo errado acontecendo.

3- Não querer ir a escola

É importante ficar alerta também se existe alguma variação na relação da criança com a escola. Quando o estudante começa a pedir para não ir a aula ou evita comentar sobre o ambiente escolar, pode ser um indício de que há algum problema acontecendo nesse espaço.

4- Sintomas de dor ou incômodo físico

Sintomas físicos injustificáveis também podem simbolizar que a criança tem convivido com dificuldades na escola. Dores de cabeça ou em diferentes partes localizadas podem ser indicativos reais de que o corpo está tentando fugir de uma situação ameaçadora.

5- Queda no desempenho escolar

O rendimento escolar é outra situação que pode trazer evidências de que há questões a investigar na relação entre o aluno e o ambiente escolar. Os pais devem estar atentos a quedas repentinas nas notas ou em caso de desmotivação súbita para os estudos. 

6- Reações extremas a coisas comuns

Toda família apresenta algumas características próprias rotineiras. Perguntas ou brincadeiras que são comuns tendem a ter respostas também comuns. Caso a criança ou o adolescente comece a apresentar reações distintas a essas ações cotidianas pode ser um sinal de que há algum medo presente em seu interior.

7- Chorar ou ficar irritado com mais frequência 

Mudanças de humor mais acintosas da criança ou adolescente, como choros ou irritações mais frequentes, também são indicativos comuns e preocupantes para casos de violência escolar. 

8- Dificuldades para dormir ou ter pesadelos constantes 

O aluno que convive com o bullying acaba sofrendo com estresse constante. Esse, por sua vez, tende a acarretar em diversos transtornos que impactam na qualidade de vida das crianças. Um dos indícios mais claros pode ser percebido no sono. Dificuldades para ir pra cama e ter pesadelos constantes são alguns sintomas comuns nas crianças que estão lidando com problemas na escola.

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News, sempre no último sábado do mês, no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui