Para fazer com as crianças: 3 atividades para trabalhar as emoções

Atividades sugeridas buscam fortalecer relação entre pais e filhos e ajudar no desenvolvimento de habilidades dos pequenos

5220
Menino brinca de massinha; essa é uma das brincadeiras que permite trabalhar as emoções
As massinhas podem servir de estímulo para que a criança desenhe e expresse seus sentimentos
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais


Depois de um ano atípico, com idas e vindas à escola, as crianças entraram de férias, mas muitos pais seguem trabalhando. Pensar em atividades que entretenham os pequenos neste período e ajudem a reduzir o tempo nos eletrônicos, um pouco que seja, pode ser um desafio para muitas famílias. Para ajudá-las nessa missão, listamos a seguir três atividades manuais que podem ser incluídas na rotina, ajudando a fortalecer os laços entre pais e filhos.

“São brincadeiras capazes de contribuir para o desenvolvimento das emoções e que podem ajudar a tornar a criança mais colaborativa”, explica Kate Amaral, educadora parental da startup 1Manas, co-autora do e-book “Férias em desenvolvimento”. Feito em parceria com a professora Aline Amaral, da Neomanas, que oferece aulas de reforço escolar no contraturno, o material traz sugestões de atividades para as férias, algumas das quais destacamos abaixo. Todas as propostas usam como referência a disciplina positiva, abordagem que busca promover a construção de relacionamentos saudáveis, por meio do respeito, da conexão e confiança.

Brincadeiras que estimulam o desenvolvimento das emoções

1. Jogos com cartas

Imprima uma folha que tenha imagens de pessoas com diferentes expressões, como tristeza, raiva, nojo, medo, surpresa e alegria. Recorte as imagens no tamanho de cartas de baralho. Misture elas e coloque numa mesa com o desenho virado para baixo. O primeiro jogador escolhe uma e deve tentar fazer com que o outro adivinhe o sentimento representado. Para ajudar na adivinha, vale contar uma história baseada em algum livro, filme, história pessoal ou mímica, que tenha relação com o sentimento que a adversário deve adivinhar.

2. Mão na massa

Essa atividade propõe fazer a própria massinha (receita abaixo) e desenhar com ela. Com a massa feita, sugira que a criança desenhe um círculo bem grande em uma folha de papel, use um prato ou uma tampa de pote como molde, faça olhos, nariz, boca, sobrancelhas ou qualquer outra parte do rosto usando a massinha. O desafio dessa brincadeira é que outra pessoa tente adivinhar a emoção representada no desenho.

Ingredientes:
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de sal
1 colher de óleo
1 colher de vinagre
1/4 de xícara de água

Misture os ingredientes até a massa ficar firme, lisinha e sem grudar na mão. Adicione água se estiver esfarelando ou se a massa estiver mole. Para colorir, pode ser usado corante alimentício, suco, gelatina, cúrcuma ou colorau. Caso escolha o suco ou gelatina, dilua na água (1/4 de xícara) antes.

3. Emoções em um fio

Esta brincadeira sugere que a criança use fios para “encher” garrafas de acordo aos sentimentos que vivenciar durante a semana. Para começar, é preciso escolher uma cor para cada emoção (alegria, tristeza, raiva, medo etc.) e identificar as garrafas/potes com o nome e a cor de cada emoção. Após preparar o material, a criança deve colocar um pedacinho de lã ou linha colorida nas garrafas de acordo com a cor escolhida para cada emoção. Ao final de cada dia, ela deve pensar em duas ou três situações que aconteceram e o que ela sentiu em cada uma delas. No fim da semana, qual garrafa está mais cheia e pensar sobre o que isso significa. A ideia é que a criança converse com um adulto em quem confia sobre suas conclusões.

Material:
Etiquetas e caneta permanente
5 fios de lã de cor diferente
5 potes ou garrafinhas


LEIA TAMBÉM


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui