Adaptação escolar: pais devem apoiar os filhos nos desafios do cotidiano

Diálogo aberto, rotinas consistentes e parceria com a escola favorecem o crescimento acadêmico e emocional no ambiente escolar

100
Menino sorridente em sala de aula
Estar presente e se interessar sobre a rotina da criança é importante para o seu sucesso escolar
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Foi dada a largada para o ano letivo de 2024. É tempo de adaptação, e é inocência pensar que somente as crianças estão se adaptando. Todos os anos, mudam as rotinas, mudam professores, alguns colegas e o mundo todo da família toma novos contornos. Mães e pais de primeira viagem, na primeira adaptação, tendem a sentir mais, mas se engana quem pensa que é só o início da vida escolar dos filhos que apresenta desafios.  

No entanto, munido de informação, todo o processo pode ser mais leve e é fundamental que os pais estejam presentes e ofereçam suporte emocional e prático aos seus filhos. Dito isto, uma das primeiras dicas é começar com conversas abertas e positivas sobre a escola, destacando as oportunidades de aprendizado e crescimento que ela oferece. Aprender é sempre uma aventura, e o microcosmo da escola não deixa de ser uma representação do mundo, com suas regras e procedimentos. 

É importante que os pais estejam atentos às necessidades individuais e comportamentos de cada um de seus filhos e os ajudem a desenvolver habilidades sociais e emocionais necessárias para lidar com as novas situações que surgirão na escola. Isso pode envolver incentivar a expressão de sentimentos, ensinar estratégias de resolução de conflitos e promover a confiança e a autoestima. 

LEIA TAMBÉM:

Perguntar “como foi o seu dia hoje?”, enriquecer os diálogos sobre o período escolar, procurando estar presente e genuinamente interessado na rotina do filho fora de casa faz toda diferença. Os pais devem estar abertos a ouvir as preocupações e ansiedades de seus filhos em relação à escola e responder de maneira compreensiva e solidária. Validar os sentimentos das crianças e oferecer apoio emocional pode ajudá-las a se sentir mais seguras e confiantes durante esse período de transição – e durante toda a vida.  

Uma dica valiosa para os pais é estabelecer rotinas consistentes em casa, o que pode ajudar as crianças a se sentirem mais seguras e preparadas para a vida fora do lar. Isso inclui estabelecer horários regulares de sono, refeições e tempo para o estudo e o lazer. Uma rotina bem estruturada em casa proporciona estabilidade, previsibilidade e autonomia, facilitando a adaptação à nova fase da vida escolar. 

A parceria com a escola deve ser consolidada na confiança por meio de canais de comunicação disponíveis para o diálogo. Nossos filhos passam boa parte dos seus dias no ambiente escolar. É fundamental que haja espaço para expor preocupações e propor melhorias quando necessário. Do mesmo modo, devemos estar abertos às observações feitas pela escola quando algo não vai bem. É com essa parceria que garantimos que a criança esteja sendo cuidada de maneira integral. 

Outra dica de ouro é garantir que a saúde das crianças esteja em dia. É comum o aumento de doenças virais nos primeiros anos de vida escolar. Os pais devem manter contato regular com o pediatra para garantir que seus filhos estejam saudáveis e recebam as vacinações necessárias. Além disso, é importante obter atestados médicos quando solicitados pela escola, pois isso pode facilitar o impedimento da propagação de agentes infecciosos e garantir que a criança esteja em condições adequadas para frequentar as aulas. 

Em resumo, os pais devem ser pilares de apoio no processo de adaptação. Ao cultivar um ambiente de comunicação aberta e empática, estabelecer rotinas consistentes, promover a colaboração com a escola e manter os cuidados com a saúde em dia, os pais permitem que as crianças possam enfrentar seus próprios desafios com confiança e resiliência. E assim, possam crescer não só academicamente como emocionalmente no ambiente escolar. Que seja um ano incrível! 

*Este texto é de responsabilidade do colunista e não reflete, necessariamente, a opinião da Canguru News.

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui