Variante Delta: mãe especialista em vírus fala sobre segurança nas escolas

Em entrevista ao "The New York Times", a americana Linsey Marr fala sobre questões de saúde e segurança com a volta às aulas presenciais

180
Mãe e especialista em vírus fala sobre volta às aulas com a variante Delta; garoto de máscara lê livro em pé na sala de aula
Para a especialista, com a vacinação a partir de 12 anos, os benefícios de frequentar a escola superam os riscos

Leia em 2 minutos

Com o aumento de casos de contaminação por Covid-19 devido à variante Delta, em diversos países, muitas famílias têm se questionado se agora é o momento de mandar as crianças para a escola. O The New York Times entrevistou a cientista e mãe de dois filhos, Linsey Marr, da Virginia Tech, uma das maiores especialistas em transmissão aérea de vírus, para que fale sobre questões de saúde e segurança com a volta às aulas presenciais. Veja a seguir a tradução livre dessa entrevista concedida a Tara Parker-Pope, colunista de saúde do consumidor do jornal americano.

É seguro voltar para a escola presencial?

Dr. Marr: Meus filhos, de 10 e 13 anos, querem desesperadamente voltar para a escola em tempo integral, pessoalmente, porque é muito mais estimulante para eles. Eu os vi definhar no ano passado intelectualmente, fisicamente, emocionalmente e socialmente durante a escola remota. O cálculo mudou um pouco por causa do Delta, mas como as vacinas estão disponíveis para todos os maiores de 12 anos, ainda acho que os benefícios superam os riscos para minha família.

As crianças devem usar máscara na sala de aula?

Dr. Marr: Sim. Alguns meses atrás, eu estava em cima do muro, mas agora com a variante Delta, estou firmemente do lado dos que apoiam o uso de máscara. Dê ao seu filho uma máscara de alta proteção, como a N95 (semelhante à PFF2 no Brasil), KN95 ou KF94 feita para crianças, ou uma com uma alta eficiência de filtragem. Meus filhos usam máscaras de tecido justas com uma camada de filtro de material de máscara cirúrgica ou HEPA imprensada no meio. Certifique-se de que ela se ajusta bem, sem espaços ao redor do nariz, bochechas e queixo. A máscara deve ter metal ao redor do nariz para moldá-lo ao rosto do seu filho.


Leia também: Máscaras PFF2 passam a ser fabricadas em tamanho infantil


Que perguntas os pais devem fazer à escola?

Dr. Marr sugere que os pais façam as seguintes perguntas:
1.As máscaras são necessárias?
2. O que a escola fez para melhorar a ventilação? Deve-se manter as janelas e portas abertas quando possível.
3. As salas de aulas contam com uma unidade portátil de filtragem de ar HEPA?
4. Os funcionários são vacinados?
5. Quais cuidados a escola toma na hora do almoço? Uma opção ao ar livre é melhor.

Que palavras você diria para tranquilizar os pais?

Dr. Marr: Sabemos muito mais sobre como o vírus se espalha e como melhor controlá-lo do que no ano passado. Muitas escolas funcionaram presencialmente no ano passado e evitamos grandes surtos nas escolas que realizaram fortes medidas de precauções. Covid-19 parece assustador e desconhecido. Felizmente, o risco para as crianças é muito, muito menor do que para outras faixas etárias. Gerenciamos outras coisas que representam riscos para as crianças, como a segurança no carro, e podemos fazer o mesmo com a Covid-19.


Leia também: Aulas presenciais: o que mães e pais esperam desse retorno


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui