Farmacêutica Moderna fará testes com crianças

O laboratório vai acompanhar o efeito do fármaco ao longo de um ano, não só em termos de resposta imunológica, mas também para verificar se provoca efeitos secundários

359
Farmacêutica Moderna fará testes de vacina com crianças; caixa da embalagem da vacina contra covid-19 para crianças da Moderna
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

A notícia que muitas mães e pais aguardavam finalmente foi anunciada hoje, só que nos Estados Unidos e no Canadá. O laboratório Moderna, que desenvolveu a vacina contra a covid-19 com o mesmo nome, informou nesta terça-feira (16) que vai começar a testar o imunizante em crianças acima de 6 meses e menores de 12 anos nesses dois países. Trata-se de uma nova etapa de testes da Moderna, batizada de “KidCove Study”. Serão imunizadas 6.750 crianças nos dois países.

Essa fase de testes com crianças será feita em duas partes, segundo explicou a Moderna. Numa primeira etapa, as crianças vão receber dosagens distintas. As crianças entre as idades de 6 meses e 1 ano de idade receberão duas doses da vacina com intervalo de cerca de 28 dias, com uma carga que varia entre 25 ou 50 ou 100 microgramas. Já as crianças entre 2 e 11 anos de idade receberão duas doses da vacina com intervalo de aproximadamente 28 dias, numa dosagem maior, de 50 ou 100 microgramas.

A partir desses primeiros resultados, será determinada a dosagem a ser utilizada na fase 2 dos testes. Nesta segunda etapa, o estudo vai também incluir outras crianças que tomarão um placebo salino, que não produz nenhum efeito imunizante. Isso é necessário para fazer o chamado grupo de controle, para comparações e estudos epidemiológicos. Todas as crianças, informou a Moderna, serão acompanhadas por 12 meses após a segunda injeção.

Nos Estados Unidos, a Moderna recebeu registro e autorização da Food and Drug Administration (FDA) para aplicação da vacina em dezembro de 2020. De acordo com os estudos clínicos divulgados, a vacina da Moderna tem eficácia média de 92%. Nas primeiras fases de teste, a Moderna foi aplicada apenas jovens e adultos acima de 16 anos. O imunizante, para ter a eficácia almejada, precisa ser aplicado em duas doses, com intervalo de um mês (28 dias) entre a primeira e a segunda aplicação.

Há um temor mundial com o impacto das variantes e relaxamento dos protocolos sanitários à chegada da primavera nos Estados Unidos.


Leia também: Pediatras pedem volta do Zé Gotinha à campanha de vacinação contra covid-19


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News, sempre no último sábado do mês, no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui