Chile aprova a aplicação da CoronaVac em crianças a partir de 6 anos

O país é o terceiro a autorizar o uso deste imunizante em crianças, após China e Indonésia. No Brasil, o pedido foi negado

58
Chile aprova a vacina CoronaVac para crianças com mais de 6 anos; médico com máscara e luvas azuis aplicando vacina em criança pequena no colo da mãe, os dois também usam máscara
O início da vacinação desta faixa etária está previsto para este mês

Leia em 3 minutos

O órgão regulador de medicamentos do Chile aprovou nesta segunda-feira (6) o uso da Coronavac, vacina contra o coronavírus produzida pela biofarmacêutica chinesa Sinovac, para crianças maiores de 6 anos. A vacinação está prevista para começar ainda neste mês. O Chile já autorizou a aplicação da vacina da Pfizer/BioNTech para crianças acima de 12 anos, e mais de 654 mil pessoas nessa faixa etária já receberam ao menos uma dose desde maio. 

“Essa é uma ótima notícia para crianças em idade escolar e as que não foram incluídas nos planos de vacinação anteriores”, disse o ministro da Saúde chileno, Enrique Paris, de acordo com reportagem da Reuters. A medida visa ampliar ainda mais a campanha de imunização contra a Covid-19 no país, que já tem a taxa de vacinação mais alta da América do Sul e uma das maiores do mundo.

Para tomar a decisão, o Instituto de Saúde Pública (ISP) chileno convocou sete especialistas para um conselho de avaliação. Cinco deles votaram a favor da administração da vacina em crianças de mais de 6 anos, dois votaram a favor de seu uso somente para aquelas de mais de 12 anos e um votou contra seu uso em crianças, argumentando que ainda não existem evidências suficientes sobre a vacina nessa faixa etária. 

Segundo o jornal britânico The Guardian, o presidente do ISP do Chile, Heriberto García, apontou que a aprovação foi baseada na revisão da informação dada pela Sinovac e nos dados de estudos já divulgados em artigos médicos especializados. “Com o objetivo de continuar a proteger a população, aprovamos a vacina CoronaVac para meninos e meninas do Chile a partir dos seis anos”, afirmou García numa mensagem do ISPCH publicada nas redes sociais.

A CoronaVac é o principal imunizante utilizado na campanha de vacinação chilena, que já vacinou mais de 13 milhões dos 19 milhões de habitantes até o momento, disponibilizando 19,49 milhões de doses da CoronaVac no total. Além do Chile, a vacina também foi aprovada para uso de emergência em crianças na Indonésia e na China. No Brasil, no entanto, o pedido para aplicação da CoronaVac para a população pediátrica foi rejeitado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Nas últimas semanas, houve uma queda considerável de infecções no país, e foram registrados 435 casos novos na segunda-feira. Desde o início da pandemia, o país acumulou 1,6 milhão de casos confirmados e 37.108 mortes em decorrência da Covid-19.


LEIA TAMBÉM


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui