Seu filho tem dificuldade em fazer amigos? Saiba como ajudá-lo

A psicoterapeuta Helen Mavichian explica estratégias eficazes que podem ser adotadas para apoiar e incentivar o desenvolvimento das habilidades sociais das crianças

196
Criança sozinha triste; Seu filha tem dificuldade em fazer amigos? Saiba como ajudá-lo
Habilidades sociais são fundamentais e devem ser estimuladas desde cedo
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Por Helen Mavichian* – A habilidade de fazer amigos e colegas durante a infância desempenha um papel fundamental e importante no desenvolvimento social e emocional nessa fase da vida. A interação social é uma competência complexa que pode ser aprimorada e desenvolvida ao longo do tempo. Alguns pais e cuidadores ficam preocupados e apreensivos ao perceber que os filhos estão tendo dificuldade de estabelecer vínculo e conexões sociais com novos amigos e colegas, porém é importante entender que isso pode ser comum na infância e existem estratégias eficazes que podem ser adotadas para apoiar e incentivar o desenvolvimento de habilidades sociais saudáveis na vida das crianças. 

Antes de tudo, é importante lembrar que cada criança e indivíduo é único, e algumas podem preferir interações sociais mais tranquilas ou se sentirem desconfortáveis em grandes grupos. Respeitar o ritmo e as preferências individuais é essencial para não sobrecarregar a criança e nem mesmo condicioná-la a mudar seu jeito e sua personalidade.

Um dos primeiros passos estratégicos que podem auxiliar as crianças que têm maiores dificuldades em fazer amigos é buscar promover oportunidades de aprendizado. Isso pode ser feito através de atividades extracurriculares, onde as crianças têm a chance de compartilhar interesses comuns e interagir em um ambiente mais relaxado e informal. Ensinar os pequenos a iniciar conversas, fazer perguntas relevantes e ouvir ativamente são aspectos que podem ser treinados, muitas vezes por meio de jogos e atividades. Essas situações não ajudam a construir somente a confiança, mas também a desenvolver empatia e inteligência emocional.

LEIA TAMBÉM:

É importante estimular os interesses individuais das crianças, isso desempenha um papel relevante na promoção de amizades. Ao identificar e incentivar os hobbies e interesses, os pais podem conectar seus pequenos a participar de grupos ou atividades que possam oferecer oportunidades naturais para interações sociais significativas e importantes considerando o desenvolvimento da criança. Os adultos também exercem grande influência como modelos de comportamento social. Demonstrar habilidades sociais saudáveis no dia a dia pode estimular o comportamento das crianças, que muitas vezes, ou a maioria, aprendem observando e imitando aqueles ao seu redor, principalmente os pais e responsáveis que são figuras de muito destaque e alvo de admiração. 

Por fim, se as dificuldades persistirem ou causarem angústia significativa na criança, é aconselhável buscar orientação de um terapeuta infantil. Os especialistas podem oferecer suporte adicional e estratégias personalizadas para lidar com essas questões. Apoiar e incentivar as crianças na construção de habilidades sociais requer paciência, empatia, compreensão e uma abordagem amorosa. Celebrar cada pequena conquista ao longo do caminho é essencial e fundamental para o desenvolvimento saudável das habilidades sociais e construção de amizades significativas na infância, inclusive para auxiliar a criança a construir mais autoconfiança para que ela tenha segurança de fazer suas próprias amizades.

*Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião da Canguru News.

*Helen Mavichian é psicoterapeuta especializada em crianças e adolescentes e mestre em Distúrbios do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui