Vida e carreira da cientista Marie Curie inspira livro para crianças e jovens

Com uma linguagem sensível, a obra foi vencedora de um dos prêmios mais importantes do mercado infantojuvenil mundial

146
Livro
Marie Curie, cientista polonesa, descobriu o Rádio e o Polônio, o que lhe rendeu dois prêmios Nobel/ Getty Images: reprodução

Leia em 2 minutos

Maria Sklodowska, mais conhecida como Marie Curie, é uma das pessoas que mudou o mundo através da ciência. Suas descobertas sobre a radioatividade permitiram avanços tecnológicos muito importantes para a humanidade, salvaram incontáveis vidas e ainda lhe renderam dois prêmios Nobel, um de Física (1903) e um de Química (1911). O mais impressionante é o fato de ter conseguido fazer tudo isso mesmo vivendo em uma época em que o ambiente acadêmico e científico era majoritariamente masculino.

A fascinante história de vida da cientista é o tema do livro “Marie Curie no país da ciência”, de Irène Cohen-Janca e com ilustrações de Claudia Palmarucci, lançamento da SM Educação. Indicada para o público juvenil, a narrativa retrata a vida familiar e profissional da protagonista de forma sensível, com muitas ilustrações e precisão histórica. Além disso, a obra aborda tópicos relevantes e atuais, como o protagonismo feminino, a desigualdade de gênero, a resiliência, a solidariedade e o amor à ciência. Em 2020, o livro “Marie Curie no país da ciência” foi um dos vencedores do Bologna Ragazzi, um dos mais importantes prêmios do mercado infanto juvenil mundial, e será publicado em diversos países.

SM Educação/Divulgação

Leia também: A importância das ciências na infância


A cientista ficou ainda mais conhecida neste ano, pois a Netflix disponibilizou “Radioactive” (“Radioativo”) na plataforma, filme baseado na história de Marie Curie, que permaneceu por vários dias no Top 10 do Brasil. No longa, o público é transportado para Paris do final do século XIX e início do XX para são investigar os altos e baixos da vida e obra da cientista. Com direção de Marjane Satrapi, o filme acerta em retratar Marie Curie como uma mulher de personalidade forte, com uma mente brilhante e muita determinação. É possível acompanhar sua jornada enquanto ela se torna uma heroína da ciência.

A cientista também já foi destacada em diversas obras infantis, como “Histórias de Ninar para Garotas Rebeldes”, de Elena Favilli e Francesca Cavallo, e “As cientistas: 50 mulheres que mudaram o mundo”, de Rachel Ignotofsky. Com uma linguagem acessível, os livros retratam histórias de mulheres revolucionárias. Dessa forma, Marie Curie consegue servir de modelo e inspiração para jovens aspirantes a cientistas.


Leia também: 5 livros para despertar o interesse das crianças por ciências


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui