Cidades mais amigáveis: percursos a pé para a escola mudam olhar das crianças sobre o espaço público

Guia “Caminhando juntos até a escola" favorece a criação de uma nova relação das crianças com a cidade

49
Percursos a pé para a escola mudam olhar das crianças sobre a cidade
Ao ocupar espaços públicos pais e filhos percebem melhor as necessidades da cidade

Leia em 3 minutos

Por Pro Coletivo*/Metro Jornal – A cidade e as crianças ganham muito quando os pequenos podem caminhar com segurança pelo espaço urbano. Além da experiência de contato com a natureza, há o fortalecimento da empatia, da cidadania e da autonomia, entre outros benefícios, como os ligados à saúde e ao bem-estar.

Para Carol Padilha, fundadora do grupo Carona a Pé – que organiza percursos de ida e volta da escola para casa a pé, construindo uma nova relação das crianças com a cidade em que vivem –, quando as crianças caminham e ocupam os espaços públicos, suas necessidades se tornam evidentes e isso faz com que os adultos repensem esse espaço. “Afinal, uma cidade que é boa para as crianças também é boa para todos”, ela afirma.

Carol acaba de lançar, em parceria com o Instituto Alana e o Programa Criança e Natureza, o guia “Caminhando juntos até a escola: o que a cidade e as crianças ganham com isso”, um material voltado para famílias, escolas e educadores e para todos que têm vontade de transformar a cidade em que vivem em um lugar caminhável e amigável. O guia pode ser baixado pelo site caronaape.com.br

Confira aqui algumas dicas para iniciar um grupo de caminhada até a escola e faça acontecer:

• Inicialmente converse com a direção da escola e com os responsáveis sobre o desejo de começar.
• Faça um encontro com a comunidade para divulgar a ideia e despertar o interesse de alunos e voluntários.
• Levante informações: como as crianças chegam à escola, quais estudantes moram próximos uns dos outros? Faça um mapeamento de possíveis caminhos. Nem sempre o mais curto é o mais seguro ou o mais agradável.
• A qualidade das calçadas, a existência de faixas de pedestres e ruas calmas e arborizadas são critérios para a escolha do trajeto. Faça o percurso antes para avaliar quan-to tempo demora o trajeto até a escola.
• Combine dias e horários e comece a fazer o trajeto com o grupo – é essencial que as caminhadas aconteçam com frequência e no horário combinado.
• Com os grupos formados, assegure-se de que todos os adultos tenham os contatos uns dos outros, para uma comunicação ágil e respeitosa.
• Mantenha a comunidade escolar informada sobre como as caminhadas estão acontecendo, pois isso estimula a participação de novos estudantes e familiares. A escola pode ter um mural ou espaço para essa divulgação.
• Depois de definidos os condutores, o grupo pode decidir a quantidade de crianças por cada adulto, dependendo da faixa etária, comportamento do grupo e percurso.

*O Pro Coletivo ajuda as pessoas a aproveitar a vida se locomovendo de forma inteligente @procoletivo


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui