Instituto Alana realiza evento online sobre relação da criança com o mundo digital

Evento será composto por seis encontros com a participação de especialistas de diversas áreas

248
Criança explora mundo digital; imagem ilustra matéria que fala sobre evento que será realizado sobre o tema.
Mundo digital traz benefícios, mas também traz riscos para as crianças; famílias e educadores devem ficar atentos

Leia em 3 minutos

O Instituto Alana, com o apoio do NIC.br e do portal Lunetas, realiza o evento “Ser Criança no Mundo Digital – Série de Conversas Online”. A série abordará a relação da criança com o mundo digital, seus benefícios e seus perigos. Serão seis conversas que trarão para a pauta temas relacionados ao uso da tecnologia por crianças e adolescentes, abordando também o papel da família, das escolas, do Estado e das empresas e plataformas de tecnologia em relação a esse tema. 

A estreia da série de conversas será no dia 26 de junho às 17h. Os encontros seguintes ocorrem nos dias 03, 17 e 24 de julho e 07 e 14 de agosto. Cada mesa contará com a participação de especialistas de inúmeras áreas. A transmissão será realizada através deste link, no qual também já é possível realizar as inscrições. As conversas terão recursos de acessibilidade: intérprete de Libras e legenda em tempo real. Veja a programação completa abaixo. 

Leia também – Podcast para crianças traz histórias clássicas da literatura infantil 

26 de junho, às 17h – “Crianças no mundo digital: oportunidades e desafios”

A conversa apresentará um panorama geral do tema e os impactos da relação da criança com as tecnologias digitais em seu desenvolvimento integral. Com: Vera Iaconelli, doutora em Psicologia pela USP; Rodrigo Nejm, diretor de educação da Safernet. Mediação de Carolina Pasquali, jornalista e diretora executiva do Instituto Alana.

3 de julho, às 17h – “O papel das famílias na relação da criança com o mundo digital”

O bate-papo abordará os caminhos que as famílias podem seguir para construir uma relação saudável, criativa e segura das crianças com a internet. Com: Karina Menezes, pedagoga, presidente do Raul Hacker Club de Salvador Bahia e idealizadora do Projeto Crianças Hackers; Roberta Ferec, escritora, palestrante e empreendedora, autora do livro “Tela com cautela”. Mediação de Maria Isabel de Barros, pesquisadora do programa Criança e Natureza, do Instituto Alana.

Leia também – Pediatras alertam para a prática de atividades físicas no pós-pandemia 

17 de julho, às 17h – “A participação das crianças no mundo digital”

O diálogo abordará os modos de ser, conviver e participar deste ambiente e a importância de estimular a cidadania digital. Com: Inês Vitorino, Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas; Ariane Cor, cofundadora do Minas Programam. Mediação de Raquel Franzim, coordenadora da área de Educação do Instituto Alana.

24 de julho, às 17h – “Tecnologia como oportunidade de educação para todos”

Os convidados conversam sobre a tecnologia na eliminação de barreiras sociais e os diversos caminhos de aprendizagem. Com: Rita Bersch, mestre em Design pela UFRGS, com pesquisa na área de Tecnologia Assistiva; Odara Delé, professora da rede estadual de ensino de São Paulo e criadora do projeto e aplicativo Alfabantu. Mediação de Raquel Franzim, coordenadora da área de Educação do Instituto Alana.

Leia também – Festas de aniversário na pandemia 

7 de agosto, às 17h – “Como garantir os direitos das crianças no mundo digital?” 

Será abordada a responsabilidade do desenvolvimento de produtos e serviços que assegurem uma experiência digital ética, segura e criativa para toda criança. Com: Natália Neris, mestre em Direito e Desenvolvimento na Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas; Paulo Rená, mestre em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília. Mediação de Pedro Hartung, coordenador dos programas Prioridade Absoluta e Criança e Consumo, do Instituto Alana.

14 de agosto, às 17h – “Exploração comercial da criança no mundo digital”

O diálogo será sobre as garantias de proteção dos dados das crianças frente à exploração de todo tipo, inclusive comercial. Com: Danilo Doneda, advogado e professor; Kelli Angelini, mestre em Direito Civil pela PUC-SP e gerente jurídico da NIC.br. Mediação de Isabella Henriques, advogada e diretora executiva do Instituto Alana.

Para mais informações, clique aqui.    

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis! 

Jornalista formada pela Unesp. Foi trainee do jornal O Estado de S. Paulo e colaboradora em jornalismo da TV Unesp. Na faculdade, atuou como repórter e editora de internacional no site Webjornal Unesp e como repórter do Jornal Comunitário Voz do Nicéia. Também fez parte da Jornal Jr., empresa júnior de comunicação, e teve experiências como redatora e como assessora de comunicação e imprensa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui