Clube de assinatura oferece jogos para conectar pais e filhos

A Box Cambalhota proporciona diversão e aprendizado com um novo jeito de brincar

927
Clube de assinatura oferece jogos para conectar pais e filhos; duas ciranças brincam no chão jogo da Box Cambalhota
As crianças se divertem com os jogos da Box Cambalhota
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Estudos mostram que desenvolver habilidades socioemocionais na infância contribui para um melhor aprendizado na escola e para o sucesso na vida adulta. Não à toa, cada vez mais se enfatiza a importância dos pequenos serem estimulados a trabalhar desde cedo não só as competências cognitivas, mas também características como a capacidade de estar com outro, respeito às diferenças, autonomia, flexibilidade e criatividade.

Para pais e cuidadores, porém, nem sempre é fácil saber como trabalhar essas questões com as crianças. Foi pensando em ajudar as famílias nessa missão que surgiu o Box Cambalhota, um clube de assinatura de jogos e brincadeiras, que busca levar diversão, aprendizado e conexão para pais e filhos.

“A gente queria, de alguma forma, promover um momento especial na família com tempo de qualidade, contribuindo para fortalecer o vínculo e a criação de memórias afetivas”, explica a empresária Carolina Vieira, uma das sócias da empresa.

“A gente queria, de alguma forma, promover um momento especial na família com tempo de qualidade, contribuindo para fortalecer o vínculo e a criação de memórias afetivas”, explica a empresária Carolina Vieira, uma das sócias da empresa.

Ela fundou o negócio junto com a mãe, Valéria Rezende, e a sogra, Adriana Gardel – todas com experiência na área educacional. Carolina trabalhou com marketing e publicidade e tem formação em educação parental com foco em disciplina positiva. Sua mãe, Valéria, é empresária e coach de pais, casais e adolescentes pela Parenting Coach Brasil. Já Adriana atua há quase 40 anos como pedagoga e neuropsicopedagoga, tendo trabalhado como professora, coordenadora pedagógica e orientadora educacional em escolas públicas e particulares de educação infantil e ensino fundamental.

As sócias contam que ao fundar a empresa, em outubro de 2019, o desafio era pensar em um produto que promovesse a interação entre pais e filhos. Foi então que decidiram criar um modelo de assinatura que levasse o conteúdo até as casas das famílias. 

O que vem na box?

Ao assinar o clube, a família passa a receber mensalmente uma caixa com um jogo – que pode ser de tabuleiro, de cartas ou bingo, por exemplo –, um brinde surpresa para os pequenos e um material de apoio para orientar os adultos sobre como tirar o melhor proveito da proposta.

“Quando os pais fazem a leitura do material de apoio, eles se apropriam de dicas para criar outros momentos de conexão com a criança e passam a aproveitar aquele tempo que achavam que não tinham com os filhos, com muito mais qualidade”, comenta Carolina.

As caixas são temáticas e podem falar de assuntos diversos – como mindfulness, alimentação saudável, contação de histórias, brincadeiras do “tempo da vovó” e acolhimento das emoções –, sempre com foco no desenvolvimento dos pequenos.

“A gente leva às casas das famílias experiências gostosas e divertidas que estimulam a criatividade e várias habilidades socioemocionais”, destaca Valéria.

Adriana complementa que as informações e instruções destinadas aos adultos são preparadas por especialistas de diversas áreas. “Nosso time da ‘Box’ é formado por profissionais de educação, neurociência, comportamento infantil e parentalidade, enriquecendo assim a experiência da família com o produto”, declara.

“A gente leva às casas das famílias experiências gostosas e divertidas que estimulam a criatividade e várias habilidades socioemocionais”, destaca a sócia Valéria Rezende.

Joca e seu mascote Cambalhota

Todas as caixas trazem o desenho de um simpático garoto, Joca, e seu mascote, o macaco Cambalhota. As empreendedoras explicam que a ideia é criar uma identificação das crianças com os personagens e assim atrair os pais. “Por meio dos personagens, buscamos encantar os pequenos e, a partir deles, os pais também, para que se interessem pelo tema e leiam o material”, diz Carolina.

Preocupação ambiental

Com foco no consumo consciente, a maioria dos produtos são elaborados com materiais reutilizáveis e biodegradáveis, que podem ser descartados para reciclagem. A própria caixa que acomoda o kit ganha outras funções, segundo a imaginação da criança, podendo ser usada para brincadeiras diversas.

Planos de assinatura e venda avulsa

Os planos familiares oferecem assinaturas semestrais para uma ou duas crianças, a partir dos 4 anos de idade. Caixas avulsas também podem ser adquiridas na loja online da empresa.

Kits para escolas e empresas

A Box Cambalhota também oferece caixas que podem ser trabalhadas com os alunos nas escolas – em atividades na sala de aula, datas especiais ou como assinatura feita pela escola. Quando a escola adota a assinatura os jogos permanecem em sala de aula, como recurso para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais e podem ser levados para casa, em sistema de rodízio, para promover a interação das crianças com os pais. O brinde e folheto informativo que compõem a caixa são enviados individualmente para casa permitindo à escola ampliar a interação com a família por meio de um produto diferenciado.

O time da Box Cambalhota também promove palestras e workshops para pais e educadores com temas relevantes para a formação dos pequenos.

Da mesma forma, empresas podem dar os kits com os jogos a seus colaboradores como um mimo em datas comemorativas, ou ainda oferecê-los de brinde a clientes, fornecedores e funcionários. “Uma empresa nos procurou pois queria presentear os filhos de seus colaboradores com as caixas no Dia das Crianças. E para este ano, já fechamos outro projeto no âmbito corporativo. São empresas que valorizam o bem-estar de seus colaboradores e familiares e por isso investem nesse tipo de produto”, relata Carolina.

Ela avalia que o retorno do produto tem sido muito positivo. “As famílias mandam fotos das crianças brincando com os jogos. Elas fazem a assinatura semestral e depois renovam o contrato. O projeto tem sido bem assertivo, e estamos felizes por chegar na casa das famílias e poder promover a conexão”, ressalta a empresária.


Leia também: Jogos e livros podem ser usados para desenvolver habilidades nas crianças


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui