Publicidade

Patricia Nolêto

22 Conteúdos0 COMENTÁRIOS
Patrícia Nolêto de Campos, é mãe da Clara, 4 anos. Psicóloga, palestrante, especialista em Terapia Cognitivo Comportamental, trabalha há mais de 19 anos com psicologia clínica com atendimento a adultos crianças, adolescentes e pais. Desenvolveu workshop de Treinamento de pais e Treinamento de Educadores e ferramentas terapêuticas que facilitam a regulação emocional das crianças. Saiba mais em http://www.patnoleto.com.br

As crianças finalmente voltaram para a escola. E agora?

Para além da defasagem pedagógica, alunos enfrentam problemas de baixa autonomia, maior dependência e dificuldades de socialização; agora é hora de "retomar o ritmo, refazer os combinados e estabelecer novos objetivos", diz a psicóloga Patrícia Nolêto

Você sabe o tamanho da ‘janela de tolerância’ de seu filho?

Termo criado pelo psiquiatra americano Daniel Siegel se refere à amplitude de ativação de nosso cérebro, dentro da qual funcionamos bem. A psicóloga Patrícia Nolêto explica como funciona essa "janela" nas crianças e os fatores que interferem em seus comportamentos quando elas saem da zona de equilíbrio

Toda criança tem fases difíceis, e não devemos lutar contra elas

A psicóloga Patrícia Nolêto explica como ajustar expectativas em relação aos filhos e aprender a lidar com situações que não temos controle

Não se acanhe quando tiver somente um colo a oferecer a seu filho

É comum que mães e pais se sintam impotentes frente aos desafios que os filhos vivenciam, mas o que parece simples demais, um colo, pode ser muito poderoso

O adolescente e as telas: atividade da ‘pizza’ pode ajudar no controle de tempo nos dispositivos

Os jovens de hoje fazem tudo no celular – aulas, jogos, paqueras etc. – mas ainda assim subestimam o tempo que passam nesse dispositivo

A adolescência em luto na pandemia

Os adolescentes estão em luto. Um luto diferente, um luto pelo que não puderam viver. Eles choram, questionam, sentem raiva, tristeza, medo, solidão, desesperança

Troque o ‘eu avisei’ por ‘eu sinto muito’

A psicóloga Patrícia Nolêto diz que enquanto pais, somos bons em resolver problemas, identificar e corrigir erros, mas esquecemos do principal: a conexão, o amparo, o vínculo.

Grávidas e puérperas na pandemia: mais empatia por essas mulheres

Diante de todos os desafios do isolamento social, é importante ajudar as mães a não se sentirem sozinhas

Abusos que não marcam o corpo, mas ficam tatuados na alma

Abusos mais “aceitáveis”, como gritos, chantagens, ofensas e até mesmo o silêncio também têm um impacto forte nas crianças

Crianças introvertidas na pandemia: saiba como ajudá-las

As crianças desenvolvem habilidades sociais, socializando. Neste período de isolamento social, porém, elas tiveram poucas oportunidades para isso, chegando a regredir no que já conseguiam fazer

Mais lidas

Publicidade

Siga-nos

24,456FansCurta
11,677FollowersSiga
454FollowersSiga
0SubscribersInscreva-se

Recentes

Publicidade