Um mapa para ajudar os pais a encontrar o melhor caminho na criação dos filhos

Livro "Filhos em Construção", da psicóloga Patrícia Nolêto, aborda pontos fundamentais da educação dos pais de forma didática e auxilia na identificação de temperamentos das crianças e suas respectivas necessidades

417
'Filhos em Construção' ajuda a criar um caminho saudável à parentalidade; Patrícia Nolêto sentada em uma mesa escrevendo em um caderno com um lápis amarelo
Patrícia Nolêto, psicóloga, colunista e autora do livro "Filhos em Construção: as necessidades da criança pela Teoria do Esquema"/ Foto: arquivo pessoal

Criar e educar crianças é sempre um desafio e uma experiência contínua. Ao longo dos anos ao lado das crianças é possível compreender como lidar com as necessidades, características e sonhos dos filhos. Mas, nesta trajetória, também é preciso lidar com falhas, medos e frustrações. Para auxiliar os pais a estabelecerem uma relação saudável e duradoura com as crianças, Patrícia Nolêto, psicóloga especialista em Terapia Cognitiva Comportamental, palestrante e colunista da Canguru News, escreveu o livro “Filhos em Construção: as necessidades da criança pela Teoria do Esquema”. A ideia da especialista é orientar os pais a construírem um mapa que ajudará a escolher o melhor caminho para a criação dos pequenos. 

Neste mapa, Patrícia Nolêto, que também tem formação em Terapia do Esquema, apresenta pontos fundamentais da educação parental de forma clara e didática. Entre eles está a importância de conhecer a personalidade dos filhos, os diferentes tipos de temperamento das crianças e as necessidades emocionais que os pais devem suprir. O livro “Filhos em Construção” será lançado dia 18 de novembro no 2º Congresso Internacional de Educação Parental, organizado pela Canguru News.

Confira abaixo os principais trechos da entrevista com a autora!

Literare Books International/ Divulgação

Qual foi seu principal objetivo ao escrever “Filhos em Construção”?

Ajudar os pais. Educar filhos não é uma tarefa fácil! Claro que vamos acertar ao longo dessa caminhada, mas muitas vezes ficaremos perdidos. E são nesses momentos que temos a chance de apenas repetir o que recebemos, mesmo que não seja o que nosso filho precisa. Nossos pais nos deram o que eles tinham, fizeram o melhor que conseguiram com o conhecimento e informação que receberam. Mas a ciência evoluiu em todas as direções, inclusive na compreensão da formação da personalidade de uma criança. A ideia do livro foi construir um mapa! Ele não vai determinar por onde cada pai deve ir, mas vai mostrar opções interessantes, vai ampliar o horizonte, vai sugerir novas paradas que muitos nem sabiam que existiam.


LEIA TAMBÉM


Para quais públicos a leitura é indicada?

Quando comecei a escrever, pensei num livro para pais. Mas ao longo do trabalho entendi que também é um livro para outros profissionais que trabalham com famílias. E acredito que seja um livro de psicoeducação para quem trabalha com a Terapia dos Esquemas.

Qual é a importância dos pais conhecerem os tipos de temperamento das crianças?

Conhecer o temperamento dos filhos tem tantos ganhos! Mas vou ressaltar duas coisas que são muito impactadas. Primeiro, o manejo com comportamentos e desregulações emocionais das crianças. Quando entendemos de onde vem, fica muito mais fácil lidar com tudo o que isso desperta em nós e conseguiremos agir da forma como aquela criança precisa para ser ajudada. A segunda coisa é que teremos a chance de proporcionar um ambiente mais favorável ao temperamento. Conseguimos, por exemplo, ajudar uma criança mais introvertida a lidar melhor com os desafios da socialização. Teremos mais consciência de que aquela criança precisará mais da nossa ajuda, então manteremos isso no nosso radar.

Quais são as necessidades emocionais?

Vínculo seguro é a necessidade de se sentir pertencente. Uma conexão forte e genuína que não se rompe. É a certeza de um amor incondicional que toda criança precisa.

Autonomia é a necessidade que cada criança tem de construir sua própria identidade. Ela precisa acreditar em si e se sentir competente para caminhar e experimentar o mundo.

Limites realistas e autocontrole falam da necessidade de construção de limites internos que vão ajudar a desenvolver um senso de responsabilidade sobre si e sobre as outras pessoas.

Orientação para si é acreditar que as suas necessidades são importantes e aquilo que sente e deseja precisa ser respeitado. Ela não precisa renunciar a quem ela é, seus sonhos e desejos para ser aceita.

Espontaneidade e lazer falam da busca por momentos de relaxamento e felicidade. Desde cedo as crianças precisam ser valorizadas na sua espontaneidade e sentimentos.


LEIA TAMBÉM


Por que é preciso que os pais supram as necessidades emocionais das crianças?

Quando suprimos as necessidades fisiológicas de uma criança, ela cresce forte, saudável. Quando suprimos as necessidades emocionais ela cresce emocionalmente saudável. Isso é preventivo! Crianças que crescem em um ambiente atento a essas necessidades, se tornam adultos mais funcionais, capazes de passar pelos desafios da vida de maneira mais suave. Serão adultos que conseguem se vincular afetivamente a outras pessoas e construir relações baseadas no apego seguro. Conseguirão expressar o que sentem e pensam assertivamente. Serão adultos mais seguros, com autonomia para fazer escolhas e tomar decisões. Conseguirão lidar melhor com frustrações e se empenhar para alcançar metas a longo prazo. Saberão achar um equilíbrio saudável entre as próprias necessidades e as necessidades do outro. Entenderão que não só o fazer é importante, mas também o lazer e a espontaneidade.

Como isso pode ajudar os pais no dia a dia com os filhos?

Dando a eles um norte na educação das crianças, como se fossem pontos importantes que precisamos cuidar. Se eu sei quais são, tenho mais chance de acertar. Além disso, nos ajuda a tomar as melhores decisões diante dos desafios com um filho. O que ele precisa agora? Limite? Se sentir amado? Ser estimulado na sua autonomia? Aprender sobre as necessidades, além de ampliar o olhar dos pais, os ajuda a enxergar cada filho de maneira única.


LEIA TAMBÉM


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui