‘Não dá para escutar e pensar ao mesmo tempo’, diz nova colunista

Em seus artigos para a Canguru News, Renata Pereira Lima falará sobre a escuta como forma de ajudar pais a melhorar a comunicação com seus filhos

Renata Pereira Lima (foto) estreia coluna na Canguru News em que fala da importância da escuta e de saber ouvir os filhos
Ao escutar (de verdade) os filhos, pais os ajudam a desenvolver habilidades como autonomia e cooperação

Leia em 2 minutos

“Os fãs das multitarefas que me desculpem, mas escutar é uma monotarefa. Não dá para escutar e pensar ao mesmo tempo. E se a escuta com um amigo é difícil, com filho então é muito mais complicado, porque é uma relação tão diária, intensa e a gente tem resposta para tudo””, diz Renata Pereira Lima durante o TEDxSãoPaulo “Como ouvir para os nossos filhos falarem”.

Administradora de formação, Renata fez pós-graduação em marketing e mestrado em antropologia até ir trabalhar com pesquisas de mercado com foco em comportamento. Foi aí que ela começou a treinar a sua escuta, “aprimorar a leitura das entrelinhas e o não dito, para entender melhor o consumidor”. Quando os filhos nasceram – Luísa, hoje com 14 anos, e Rodrigo, 12 anos – , seu foco de escuta foi ampliado. Renata passou a usar esses conhecimentos também com os filhos e se dedicou a estudar o assunto, . Renata quis saber e além da prática diária, passou a estudar o assunto, tornando-se facilitadora do workshop “Como falar para o seu filho ouvir”.

Sou mãe administradora, marketeira, antropóloga e ouvinte, em treinamento constante, há dias melhores e outros nem tanto”, comenta Renata que agora entra para o time de colunistas da Canguru News. Em seus artigos, ela diz que irá ajudar os pais a melhorar a comunicação com os filhos. “A ideia é trazer dicas práticas de como escutar e falar para ser ouvido. São pequenas sugestões que vão mudando o dia e melhorando o clima da casa. A escuta é o pontapé inicial, onde tudo começa. Primeiro a gente escuta e depois a gente pede para o filho”.

Renata explica que a escuta ajuda a desenvolver a autonomia, cooperação e autoestima das crianças, ajudando-as também a refletir sobre seus sentimentos e falar sobre eles. Mas como fazer isso? “Falar menos e ouvir mais. Só em parar e olhar para a criança já é um excelente começo para que ela se abra e pense como resolver os seus problemas. Mesmo aos 4, 5, 7, 10 anos, a criança consegue pensar e falar, ‘isso eu consigo fazer, isso eu não consigo, isso eu quero, isso eu não quero, não dá”, comenta Renata. A seguir assista trechos da entrevista que a nova colunista concedeu à Canguru News.


Leia também: Quando os erros ajudam o seu filho a ter sucesso no futuro



Leia também: O equilíbrio entre a punição e a permissividade


Gostou do nosso conteúdo? Receba a Canguru News no seu e-mail. É grátis!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui