Crianças com mau cheiro nas axilas podem usar desodorante?

Saiba qual a idade mais indicada para uso do produto, como fazer a higiene das axilas, dicas de receitas caseiras e muito mais!

Crianças com mau cheiro nas axilas podem usar desodorante infantil?; menino sem camisa passa desodorante na axila, em imagem de fundo rosa
Se o mau cheiro aparece antes da puberdade, é preciso investigar outras possíveis causas

Leia em 4 minutos

É no início da puberdade, por volta dos 8, 9 anos que as crianças começam a apresentar um cheiro forte nas axilas, o famoso “cecê. Esse cheiro é emitido pelas glândulas sudoríparas, responsáveis por produzir suor como forma de regular e manter a temperatura do corpo em torno de 36,5º. Um dos tipos dessas glândulas, as apócrinas, emitem odores desagradáveis quando expostas à ação de bactérias e fungos em áreas mais quentes e úmidas, como as axilas. 

“Na criança, inicialmente não há odor, todavia se ela tiver contato com roupas ou pele do adulto, essas bactérias podem fazer parte da flora da pele da criança e assim o odor poderá ser semelhante ao adulto”, explica Elisângela Pinto, pediatra da Sharecare, que oferece serviços de saúde digital e programas clínicos. Ela diz que a situação mais comum, no entanto, é que o odor inicie perto dos 9 anos, quanto há a ativação das glândulas sudoríparas. “Com o início da puberdade, ocorre essa associação ao aumento de pêlos e consequentemente maior proliferação das bactérias”, relata.

A dermatologista Carolina Milanez, de Mogi das Cruzes, em São Paulo, acrescenta que se o mau cheiro surge antes da puberdade, é preciso averiguar outras possíveis causas. “Puberdade precoce, infecção bacteriana, infecção por fungo, uso de alguns medicamentos e alimentos como alho, cebola, gema de ovo e peixe, podem fazer com que a criança emita um cheiro forte nas axilas”, afirma. Nesse casos, a consulta médica poderá ajudar a identificar o motivo do problema.

Se a condição, no entanto, está relacionada à entrada da criança na vida adulta, as dermatologistas dizem que o desodorante infantil é recomendado, desde que seja adequado à faixa etária de seus usuários. A seguir, Carolina e Elisângela esclarecem as principais dúvidas sobre uso de desodorante, receitas caseiras e higienização das axilas. Confira!


Leia também: Em que fase seu filho está? Saiba como superá-la e o que esperar da seguinte


Criança pode usar desodorante infantil?

Sim, desde que bem recomendado. Com crianças mais novas, porém, deve-se tentar outros métodos antes de iniciar o uso de desodorante, como sabonetes antibactericidas.

A partir de que idade o desodorante é indicado?

Não há idade específica para o uso desodorante mas o consenso é que seja na pré adolescência. A Anvisa libera a partir dos 12 anos.

Quais são os desodorantes mais recomendados para crianças?

A sugestão é que sejam usados aqueles na forma de creme ou roll on, com pouca ou nenhuma fragrância. Os do tipos spray e aerossol não são indicados, pois podem causar problema se a criança inalar o produto ao aplicá-lo. Os desodorantes devem ser dermatologicamente testados e, de preferência, hipoalergênicos sem ftalatos ou parabenos.

Elisângela sugere algumas marcas de desodorante para uso pelas crianças:
•    Bhava – vegano
•    Protege (piatan) – sem alumínio
•    Arm & Hammer
•    Sálvia- Weleda
•    Ban
•    DermOne – Biotech
•    La Roche-Posay
•    Orgânico natural
•    Seskin dei calêndula – Dermage
•    Desodorante hipoalergênico – Alergoshop


Leia também: Os óleos essenciais mais indicados para crianças


Qual a diferença entre desodorante e antiperspirante?

O desodorante é um produto cosmético que disfarça o odor, às vezes, por meio de perfume, e ele tem algum produto antibacteriano para controle maior do odor nas axilas. “Os desodorante possuem substâncias antissépticas que podem matar ou reduzir a proliferação das bactérias e assim prevenir o odor”, explica Elisângela. Já o antiperspirante é um medicamento que tenta reduzir a quantidade de suor expelida pelas glândulas sudoríparas. Como eles possuem alumínio na fórmula, isso pode aumentar risco de irritação da pele e dermatites. “Ele funciona como um gel, que meio que entope essa glândula para que ela não consiga jogar tanto suor para fora do corpo”, destaca Carolina.

Desodorantes caseiros funcionam? Podem ser recomendados às crianças?

Elisângela diz que algumas fórmulas antigas são bastante eficazes:
– Leite de magnésio diluído em água é capaz de neutralizar o odor do suor.
– Minâncora e leite de rosas possuem na formulação cloreto de benzalcônio e óxido de zinco que auxiliam na neutralização do odor. A Minâncora ainda possui ação secativa importante.
– Misturas caseiras com limão não são recomendadas, visto que o limão tem alto poder irritativo, podendo queimar e manchar a pele.

Qual a maneira correta de lavar a axila?

Os dermatologistas recomendam lavar a axila uma vez ao dia, durante o banho, ou após atividade física, com sabonete comum para uso nas áreas de suor do corpo – axilas, genital e pés. Nas estações de calor e em crianças que têm odor mais pronunciado nas axilas, a lavagem pode ser feita duas vezes ao dia, ou no máximo três vezes. Após o banho aplicar o desodorante em toda a área axilar, podendo ser reaplicado se necessário. Alguns cuidados podem ajudar a evitar o mau cheiro nas axilas das crianças:
•    Utilizar roupas adequadas para atividade física que auxiliam na ventilação;
•    Preferir tecidos de fibras naturais;
•    Não permanecer com a roupa suada;
•    Lavar adequadamente as roupas suadas.

Sabonetes antibactericidas contribuem para tirar o mau cheiro?

O sabonete antisséptico ou bactericida é capaz de neutralizar a quantidade de bactérias da flora e por isso auxilia na redução do odor, porém deve ser utilizado apenas na área de maior sudorese. Carolina explica que esse sabonete pode ser uma opção para as crianças com cecê antes de entrar n desodorante. “Às vezes, antes de indicar um desodorante a gente tenta o método de uso de sabonete antibacteriano, porém, isso precisa estar alinhado à orientação médica. Não indico esse sabonete como rotina nem para criança nem para adultos”, ressalta a dermatologista.


Leia também: Criança com “cecê”: isso é normal?


Gostou do nosso conteúdo? Receba a Canguru News no seu e-mail. É grátis!

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá, Vera Lúcia, bom dia! Que bom que gostou da matéria e que as informações a ajudaram a esclarecer o tema. Obrigada por compartilhar sua opinião conosco. Abs, Verônica.

  2. Olá! Minha netinha já apresenta esse problema a um certo tempo ela vai completar 6 anos em julho ,e ficamos na dúvida se usaríamos desodorante ou não .Acabei de ler a matéria sobre método caseiro e gostei muito;vou repassar pra minha filha .muito obrigada pela dica!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui