3 dicas de Harvard para ajudar no desenvolvimento das crianças durante a quarentena

Especialistas do centro de estudos do desenvolvimento infantil da Universidade de Harvard (EUA) sugerem aos pais três ações simples para garantir o desenvolvimento saudável das crianças mesmo sem sair de casa

0
Desenvolvimento da criança pode ser estimulado por meio de ações simples como a conversa e brincadeiras. Nesta imagem, mãe negra parece estar brincando com a sua bebê.

A pandemia do novo coronavírus mudou a vida de todo mundo, mas mesmo durante esse período incerto, as crianças estão aprendendo coisas novas e se desenvolvendo. Oferecer apoio para que cresçam de forma saudável é fundamental e, segundo o centro de estudos do desenvolvimento infantil da Universidade de Harvard (EUA), isso pode até ajudar a aliviar o estresse dos pais. Veja abaixo algumas atividades simples para realizar com as crianças que podem fazer a diferença na vida delas – e na dos adultos também!

Invista nas interações, no dar e receber com as crianças. Mesmo antes de aprenderem a conversar, os bebês buscam a atenção ao balbuciar e fazer gestos ou caretas. Dessa forma, eles criam oportunidades de se relacionar com os outros e é por isso que é importante que os adultos ‘devolvam’ essa comunicação, prestando atenção neles. A interação pode ser feita por meio de brincadeiras simples como ‘cade? achou!’, ou por meio de conversas com os pequenos, mesmo que eles ainda não falem. Se uma criança aponta para um brinquedo, por exemplo, vale dizer o nome do brinquedo em voz alta ao entregá-lo a ela.

Leia também: Desenvolvimento infantil: quarentena pode causar dependência excessiva dos pais

Por que isso é importante? As interações de dar e receber contribuem para promover o desenvolvimento da criança em relação a aspectos mentais e à resiliência, capacidade que todos nós precisamos ter nestes tempos difíceis

Mantenha as conexões sociais das crianças com familiares e amigos As medidas para ficar em casa são essenciais, visto que ajudam a evitar a propagação do vírus e a proteger a nossa saúde e das pessoas ao nosso redor. Mas enquanto nos mantemos fisicamente separados, é importante garantir que as crianças (e os adultos) se conectem socialmente com as pessoas de que mais gostam, pois essa é uma forma de proteger o bem-estar emocional. Para tanto, vale fazer uso de ligações telefônicas, videochamadas, mensagens de texto e afins.

Por que isso é importante? Manter relações sociais entre crianças e adultos, crianças e outras crianças e entre adultos e outros adultos ajuda todos a se protegerem dos efeitos do estresse contínuo.

Leia também: Afeto e cuidado são importantes para desenvolvimento do cérebro infantil

Reserve um tempo para descansar (com ou sem crianças). Se você se sente cansada, encontre uma maneira de responder ao estresse com descanso. Dê um passeio pelo quarteirão. Tente realizar alguns minutos de meditação ou respiração profunda. Ligue para um amigo, conforme sugerido acima, e permita-se descansar. Recorde-se que você não está só: estamos todos lutando com as mudanças inesperadas em nossas vidas e muitos de nós necessitamos de mais apoio por parte de nossas comunidades. Seja amável consigo mesma e compreenda que não pode fazer tudo sozinha.

Por que isso é importante? Ao descansar, nos sentimos mais capacitados para atender nossas necessidades e dar apoio ao desenvolvimento da criança.

Mais informações em: Center on The Developing Child, Harvard University

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis! 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui