A volta às aulas no mundo

Saiba como está sendo a retomada de aulas presenciais em 6 países

526
Criança de mochila e de mão dada com o pai; imagem ilustra matéria sobre retomada de aulas presenciais mundo afora.
Nas escolas, uso de máscaras e distanciamento social fazem parte do novo normal

A discussão acerca da retomada das aulas presenciais continua no Brasil, mas outros países mundo afora já iniciaram o retorno escolar em meio à pandemia do novo coronavírus. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), desde que a taxa de transmissão do vírus esteja em baixa e que haja controle de testes e rastreamento de novos pacientes, a reabertura pode acontecer. 

Ao voltar a frequentar as escolas, no entanto, ainda é preciso cumprir medidas de prevenção e combate contra o novo coronavírus. O chamado “novo normal” requer adaptação de alunos e funcionários das instituições de ensino. Em vários países do mundo, a retomada de aulas presenciais fez com que máscaras faciais fossem adicionadas aos uniformes e salas fossem reestruturadas para manter o distanciamento social entre alunos e professores. 

Leia também – Que impacto a pandemia deixará nas crianças?

Nos Estados Unidos, universidades que acolhem estudantes em dormitórios têm realizado testes obrigatórios na reabertura do campus e somente alunos com testes negativos e pulseira de identificação poderão participar de aulas presenciais. No Uruguai, a jornada de aulas foi reduzida e alunos assistem aulas em modelo de escalonamento. Enquanto isso, na Alemanha, alunos assistem a aulas na parte externa das escolas. 

Confira como está sendo a volta de aulas presenciais pelo mundo. 

Alemanha 

Na capital Berlim, escolas infantis retomaram atividades na primeira segunda-feira de agosto, dia 3. As aulas são realizadas na área externa das instituições de ensino. Em duas semanas de funcionamento no “novo normal”, mais de 30 escolas notificaram novos casos de Covid-19. No entanto, autoridades descartam uma nova pausa nas atividades. 

Leia também – OMS recomenda que crianças só usem máscaras a partir dos 6 anos

Estados Unidos 

Muitos estados do país se preparam para a retomada com um sistema híbrido de ensino, tanto em escolas quanto em universidades. O sistema híbrido mistura aulas virtuais e presenciais. A partir de setembro, com a condição de que o resultado do teste para Covid-19 seja negativo, quem preferir poderá participar das aulas presenciais. Quem não quiser voltar a frequentar as instituições de ensino, poderá continuar em casa, acompanhando aulas virtuais. 

Japão 

O Japão reabriu as escolas em junho. O país, visto como exemplo de higiene em todo o mundo, retomou aulas presenciais com a implantação de medidas de segurança. Entre elas, são obrigatórias: distanciamento social, lavagem frequente das mãos, máscaras faciais e viseiras. Professores, crianças e jovens também passam por medição de temperatura. 

Reino Unido 

As atividades de instituições de ensino do país não pararam para filhos de trabalhadores essenciais, mas desde junho têm reaberto gradualmente os locais para mais crianças. Para o primeiro-ministro Boris Johnson, retomar as aulas é prioridade nacional. A previsão é que as escolas voltem totalmente até setembro. Johnson está visitando escolas nos últimos dias para realizar uma avaliação do plano de reabertura. Ao mesmo tempo, ele encara protestos contra a retomada. 

Leia também – Na Netflix, personagens infantis podem cantar parabéns no aniversário do seu filho

Tailândia 

Conforme a flexibilização das medidas de distanciamento social avançou, as escolas puderam reabrir. A escola de ensino infantil e médio Wat Khlong Toei, que fica em Bangkok, instalou pias e saboneteiras para cada sala por conta própria, além de aferir a temperatura dos alunos no início das aulas. A Tailândia confirmou o retorno mais cedo do que qualquer país do sudeste asiático. 

Uruguai 

O país sul-americano realizou a retomada de aulas presenciais gradualmente. Depois de permanecerem fechadas por 93 dias, escolas de ensino médio reabriram no primeiro dia de junho. Logo depois, alunos pré-escolares e do ensino fundamental retornaram. A partir do dia 29 de junho, todas as instituições, tanto em cidades quanto na zona rural, puderam retomar as atividades. A jornada de aula foi reduzida e a presença é facultativa. 

Com informações do Metro Jornal. 

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis! 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui