Criança que ronca e vive sonolenta? Pode ser apneia obstrutiva do sono

Para alertar os pais sobre esta doença, o Instituto do Sono preparou um gibi que explica as causas e os tratamentos; material pode ser acessado gratuitamente

45
Ronco e sonolência excessiva podem indicar apneia obstrutiva do sono; ilustração da Dona Ciência segurando um travesseiro com um pequeno ser parecido com um duende sob um fundo azul claro na edição do gibi sobre apneia obstrutiva do sono
O gibi do Instituto do Sono apresenta o distúrbio de forma simplificada e lúdica

Leia em 3 minutos

O seu filho ronca, respira pela boca ao dormir e tem sono agitado? Já reparou se ele tem sonolência excessiva durante o dia e dificuldade em se concentrar? Estes podem ser sinais de que a criança tem apneia obstrutiva do sono. Apesar de pouco conhecida, esta doença é comum e afeta de 1% a 5% das crianças no mundo, principalmente entre 2 e 8 anos. 

Com o objetivo de alertar os pais, o Instituto do Sono lançou uma nova edição da coleção de gibis Dona Ciência, dedicada especialmente a este assunto. Idealizada por Monica Andersen, Diretora de Ensino e Pesquisa do instituto, a coleção apresenta conceitos e descobertas da ciência de maneira mais simplificada para as crianças. Neste gibi são retratados os sintomas, causas e tratamentos da apneia obstrutiva do sono.

A apneia obstrutiva do sono provoca episódios recorrentes de colapso das vias aéreas, que interferem no fluxo de ar. Caso não seja tratado, o distúrbio pode afetar o aprendizado, retardar o crescimento da criança, elevar a hipertensão arterial e aumentar o risco de doenças cardíacas quando adulto.


LEIA TAMBÉM


A doença explicada de forma lúdica

Na história, é apresentado Bento, um menino de 8 anos, que tem dificuldade para acordar e acaba dormindo durante as aulas. Em uma reunião com a mãe de Bento, a professora resolve pedir ajuda à personagem Dona Ciência, que diagnostica o menino com apneia obstrutiva do sono e explica os fatores de risco para a doença, como adenoide e/ou amígdalas grandes, obesidade, histórico familiar e conformação dos ossos faciais.

O principal sintoma que a personagem experiencia é o ronco enquanto dorme a noite. De acordo com Monica Andersen, os pais também devem ficar atentos se o filho faz xixi na cama, tem dor de cabeça ao acordar de manhã, sonolência, falta de atenção, irritabilidade, hiperatividade e dificuldade de aprendizagem. O diagnóstico é feito após realizar a polissonografia, um exame não invasivo que mede a atividade respiratória, muscular e cerebral durante o sono. 

A partir do resultado, o médico prescreve o tratamento, que pode envolver desde dieta para perda de peso até a cirurgia para a remoção das amígdalas e da adenoide. Caso apresente rinite alérgica, a criança precisará fazer um tratamento específico, uma vez que as alergias podem causar inchaço e congestão nasal. Quando necessário, o médico encaminhará a criança para avaliações ortodônticas, que irão detectar possíveis anomalias na respiração oral. Com isso, o especialista buscará soluções para resolver casos de mordidas aberta ou cruzada, face alongada e crescimento mandibular reduzido.

Link para acessar e baixar o gibi: https://institutodosono.com/dona-ciencia-edicao-39/


LEIA TAMBÉM


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui