Primeira morte de criança por Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica é confirmada no Brasil

Caso ocorreu no ano passado e foi registrado como Covid-19. Exames posteriores confirmaram novo diagnóstico recém-divulgado

509
Minas confirma primeira morte por Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica; ilustração em 3D mostra vários coronavírus de cor esverdeada
Garoto que apresentou a síndrome tinha 9 anos e vivia em Juiz de Fora
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

Foi confirmada nesta terça-feira (2), pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, a primeira morte por Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) – uma complicação rara e grave associada à covid-19. O caso ocorreu com um menino de 9 anos, sem comorbidades, que vivia no município de Juiz de Fora e havia testado positivo para o coronavírus.

A criança adoeceu em outubro do ano passado, sendo hospitalizada após apresentar febre e dor de cabeça. Um dia após entrar no hospital, teve de ser transferida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), vindo a falecer no dia seguinte.

Conforme informações da secretaria, o óbito ocorreu em 26 de outubro e o caso foi notificado de acordo com os critérios do Ministério da Saúde para notificação de suspeita da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica.

“Foi realizado amplo e minucioso estudo do caso com encaminhamento de amostras clínicas para pesquisa de várias etiologias pelos Laboratório Central (LACEN) da Fundação Ezequiel Dias (FUNED) e Laboratório de Referência Nacional (LRN) da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ RJ). Todos os exames realizados descartaram outras etiologias infecciosas”, afirma nota divulgada pela assessoria de imprensa da pasta.

Também foi informado que uma equipe técnica do Ministério da Saúde fez análise do caso para validação do diagnóstico de óbito causada pela síndrome, considerando que é uma condição nova e apresenta quadro clínico de amplo espectro.

Sobre a Síndrome Inflamatória Multissistêmica

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), essa síndrome tem atingido crianças e adolescentes de zero a 19 anos, que tiveram covid-19 e já estão curadas da doença. Entre os sintomas da síndrome, estão:

  • febre durante três dias ou mais
  • erupção cutânea ou sinais de inflamação ao redor da boca, mãos ou pés;
    choque ou pressão arterial baixa;
  • sinais de problemas cardíacos;
  • sinais de distúrbio hemorrágico;
  • problemas gastrointestinais agudos.  

Número de casos no Brasil

Até agora, de acordo com último boletim epidemiológico semanal da Secretaria de Estado de Saúde, foram notificados 211 casos suspeitos de SIM-P em Minas, sendo 104 descartados e 77 confirmados. No Brasil, são 646 notificações confirmadas de SIM-P, com registro de 41 óbitos (de 1° de abril de 2020 até 02/01/2021).


Leia também: Pesquisadores estudam ligação entre coronavírus e síndrome infantil


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News, sempre no último sábado do mês, no seu e-mail.

Verônica Fraidenraich
Editora da Canguru News, cobre educação há mais de dez anos e tem interesse especial pelas áreas de educação infantil e desenvolvimento na primeira infância. É mãe do Martim, 9 anos, sua paixão e fonte diária de inspiração e aprendizados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui