5 dicas da disciplina positiva para controlar o seu comportamento

0
disciplina positiva

Eu sei que não está fácil. Pra ninguém. Estamos sobrecarregados (física e emocionalmente) e ainda confinados em casa e com nossa liberdade limitada. Somos humanos e acredito que você já tenha sentido medo e estresse e saiu comprando além do necessário, só para se prevenir. Ou tenha se irritado e gritado com aquela pessoa que você ama tanto e que você está agora convivendo 24 horas do dia, todos os dias!

Por que somos nossa pior versão justamente com as pessoas que mais amamos? Nossos filhos, pais, parceiros(as)…

Recebi nessas últimas semanas muitas mensagens de mães e pais querendo saber como controlar o comportamento dos filhos. Fácil responder, mas não é tão fácil fazer: seja um exemplo do comportamento esperado e controle o seu próprio. Do contrário, não terá como exigir isso dos seus filhos.

Leia também: Limites ajudam a crianças a pensar criativamente

Um primeiro passo importante nesse sentido é a reflexão. Pense sobre que exemplos de comportamento você está passando para os seus filhos. Procure entender como você criou a situação que você se queixa agora – isso é assumir sua responsabilidade. Não estamos falando de culpa ou vergonha. Ter consciência da nossa responsabilidade é o primeiro passo a decidir o que desejamos e traçar um plano para alcançar o que queremos, sem culpa ou expectativas dos outros.

Como você espera que seus filhos controlem seu comportamento se você não controla o seu? Quem é o adulto da casa? Veja abaixo 5 dicas da disciplina positiva para controlar o seu comportamento em uma situações de conflito:

Leia também: Como falar com as crianças sobre a redução do orçamento doméstico

  1. Se você não pode sair de cena, conte até dez (ou 20, 30, 50, 100…) e respire fundo pelo menos algumas vezes. Acredite. Funciona porque traz oxigênio para o cérebro.
  2. O que NÃO fazer: entrar em uma luta de poder ou em um ciclo de vingança com seu filho. Em vez de: “Não fale assim comigo, mocinha!”, tente: “Você deve estar muito irritada agora…”
  3. Deixe a mensagem de amor muito clara: “Você sabe que eu te amo/me importo com você, né?”
  4. Crie um lugar para VOCÊ se acalmar (sua cama, poltrona favorita, banheiro…) e avise seus filhos quando você precisar ir para lá se acalmar. Em vez de “Você está de castigo!”, tente “Vamos fazer uma pausa e resolver isso depois que nos acalmarmos.”
  5. Quando você cometer erros (porque vamos errar sim), desculpe-se com seus filhos. Às vezes, reagimos em vez de respondermos ponderadamente. Aprendemos muito com nossos erros – se pararmos para refletir e estivermos dispostos a aprender.

 Nos próximos artigos darei mais dicas da disciplina positiva sobre COMO reparar nossos erros e sobre como ensinar nossos filhos a criar um espaço para se acalmarem. Até mais!

Quer receber mais conteúdos como esse? Assine agora a nossa newsletter.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui