Sobre avós, saudades e galinhas

392

Leia em 2 minutos

A iLeo Cunha coluna sobre avósnfância é o momento privilegiado para a gente se iniciar na literatura. Além disso, é uma fonte inesgotável de histórias, personagens, lembranças, sentimentos, que podem se transformar em lindos livros infantis. Nesta coluna, destaco dois livros que lidam poeticamente com a memória da infância.

Em seu livro de estreia, Julia Medeiros já levou para casa o prestigioso prêmio Jabuti, na categoria infantil. A façanha tem como título “A avó amarela”, obra inspirada nos encontros semanais da família na casa de uma tal avó que cozinha lembretes e tem dentes de porcelana. Com olhar lírico e, ao mesmo tempo, brincalhão, Julia nos traz um cotidiano mágico, no qual a dentadura da avó, o porteiro do cemitério e uma galinha comprada na feira podem ser isso e muito mais! O livro, escrito com segurança de veterana, foi ilustrado num belo jogo de cores e texturas, por Elisa Carareto.

Livro Biruta traz narrativa envolvente sobre uma galinha cegaSônia Barros também se apoia na saudade para encontrar “Biruta”, uma galinha cega que vivia no sítio da família. A ave desperta em Sônia – e no menino personagem – um sentimento de afeto, admiração e aflição. Será que o destino de toda galinha é parar na panela? Ou a amizade com uma criança pode – para espanto de todos – mudar as coisas por inteiro, naquele galinheiro? Sônia, que é mais conhecida por seus livros em versos, desenvolve aqui uma narrativa enxuta, mas envolvente, assim como as imagens do ilustrador Odilon Moraes.

Sobre os autores dos livros:

A AVÓ AMARELA – Julia Medeiros, mineira, é escritora, atriz e compositora. Elisa Carareto, paulista, trabalha nas áreas da ilustração e do audiovisual.
Ficha Técnica – Texto de Júlia Medeiros. Imagens de Elisa Carareto. Editora Ozé, 2019.

BIRUTA – Sônia Barros, paulista, é escritora e poeta com obras premiadas para o público adulto e infantojuvenil. Odilon Moraes, paulista, é ilustrador com dezenas de livros e prêmios.
Ficha técnica – Texto de Sônia Barros. Imagens de Odilon Moraes. Editora Moderna, 2018.

O escritor Leo Cunha publicou mais de 60 livros, como “Um dia, um rio”; (Ed. Pulo do Gato), “Virando a página”; (Ed. FTD), “Infinitos”; (Ed. Melhoramentos) e “O Livro Maluco das Poções Mágicas”; (Ed. do Brasil). Recebeu os principais prêmios da literatura infantil brasileira, como Jabuti, Nestlé, FNLIJ, Biblioteca Nacional e João- de-Barro. É também jornalista, tradutor e professor universitário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui