Saiba quais são os tipos de câncer mais comuns na infância

Chances de cura da doença entre crianças e adolescentes chega a 80%; especialista destaca sintomas e exames que ajudam a definir o diagnóstico

409
Criança com câncer em atendimento no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba
Paciente em atendimento no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba | Crédito: Marieli Prestes
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais
Buscador de educadores parentais

O câncer é a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 até 19 anos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). São estimados mais de oito mil novos casos por ano entre esse público. Mais agressivo do que em outras faixas etárias, avançando de forma mais rápida, quando diagnosticado precocemente, as chances de cura do câncer infantojuvenil passam de 80%. 

Neste 15 de fevereiro, Dia Internacional de Luta Contra o Câncer na Infância, especialistas reforçam a importância de pais e responsáveis ficarem atentos aos sintomas, para que o diagnóstico seja feito precocemente nas crianças, possibilitando um tratamento assertivo.

A oncologista pediátrica Gabriela Caus Fernandes Luiz Canali, do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba (PR), referência no atendimento oncológico de crianças e adolescentes, informa que o câncer é mais comum nos adultos devido à exposição a fatores ambientais – como envelhecimento, tabagismo e etilismo, por exemplo – ser maior nessa faixa etária. “Já na infância, os fatores não são bem estabelecidos. Por isso, as alterações genéticas (hereditárias ou não) são as principais causas do desenvolvimento da doença em crianças e adolescentes”, diz ela.

Entre os tipos de câncer de maior incidência no público infantil estão a leucemia, tumores do sistema nervoso central (SNC), linfomas e retinoblastoma.

O tratamento varia de acordo com o tipo de tumor, podendo ser cirúrgico ou envolver quimioterapia e/ou radioterapia. “Quanto mais precocemente diagnosticado o câncer, menor o tempo e menos intenso é o tratamento, reduzindo a toxicidade e efeitos colaterais”, afirma a oncologista pediátrica Gabriela Caus.

Sintomas e exames solicitados às crianças com suspeita de câncer

Os sintomas dos tumores na infância são muito parecidos entre si e também com outras doenças comuns, como gripes e viroses. “É importante que os pais observem o comportamento das crianças e voltem à consulta com o mesmo médico, em caso de sintomas persistentes”, orienta Monica Cypriano, diretora médica do Hospital do GRAACC, especializado no tratamento de câncer infantojuvenil.

A seguir, saiba quais exames são solicitados pelos pediatras diante dos principais sinais do câncer infantojuvenil, segundo diretora do Hospital GRAACC.

Tipos mais comuns de câncer infantilSinais e sintomas persistentes ou intensosExames iniciais solicitados pelo pediatra
LeucemiasFebre persistente, palidez, sangramento, dor nos ossos e articulações, cansaço, manchas roxas pelo corpoHemograma
Tumores de sistema nervoso centralDor de cabeça, vômitos pela manhã, tontura, perda de equilíbrioTomografia ou ressonância magnética
LinfomasFebre prolongada, perda de peso, Ínguas no pescoço, nas axilas e na virilha, parada de evacuações ou tosse e falta de ar.Sorologias (para descartar infecções), hemograma, radiografia de tórax (em caso de tosse)
RetinoblastomaBrilho branco no olho, quando iluminado; estrabismo e outras alterações oculares Exame de fundo de olho (esse exame é realizado por um oftalmologista)

LEIA TAMBÉM:

Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui