Limites ajudam a criança a pensar criativamente 

0
crianças limites

É comum pensar que os limites são inimigos da criatividade. Muitas vezes, equivocadamente entendemos que crianças criativas são as mais bagunceiras e que educar com criatividade pressupõe excesso de liberdade ou permissividade. Nada disso! Os limites constituem o segundo pilar da Tríade da Educação Criativa, justamente porque são imprescindíveis para pensar e agir com criatividade.

Para resolver o desafio de criar “a coisa mais diferente dentre todas as outras que existem no mundo” certamente você gastará mais tempo e energia do que para criar “o automóvel mais diferente do mundo”. Isso porque um “automóvel” é uma restrição e, portanto, canaliza sua energia criativa neste sentido. As chances da criação do segundo desafio ser mais interessante que a do primeiro são, por isso, bem maiores.

Leia também: Conflitos entre crianças – dicas de como os adultos podem lidar com isso

Limites funcionam como restrições, são catalisadores da criatividade. Ao considerar o cenário da Educação Infantil, os limites podem fomentar o pensamento criativo principalmente porque apresentam para a criança a frustração ou a rejeição – de uma ideia, um comportamento, uma vontade ou um desejo. Este é a principal função dos limites para uma educação que se compromete com a criatividade. Afinal, é pré-requisito desta habilidade saber lidar com erros e riscos, e encarar resultados diferentes do que inicialmente se imaginou.

Todo feito realmente criativo que temos conhecimento pela história da humanidade não aconteceu sem um erro ou um equívoco anterior. O famoso “eureka” de Arquimedes ocorreu depois de dias pesquisando e tentando solucionar o problema do peso da coroa do Rei. Parece-nos que foi fácil e tendemos a confundir soluções criativas como atos fabulosos e instantâneos, que aparecem do nada na mente dos gênios. Mas a verdade é que muitas pesquisas, experiências e frustrações antecederam as soluções criativas. Persistência e resiliência são duas habilidades necessárias para a expressão da nossa criatividade – as quais são desenvolvidas pelos limites. Em contrapartida, é preciso ter cautela na imposição dos mesmos. Afinal, em excesso, eles realmente podem inibir a criatividade.

Leia também: Criatividade e infância

Para te ajudar na tarefa de oferecer limites saudáveis à criança, pesquise no instagram pela hashtag #4CombinadosUniversais ou conheça meu livro aqui.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui