O que autoestima tem a ver com criatividade?

0
autoestima criança
Foto: Unsplash

A criatividade é uma das principais habilidades requeridas neste século 21, segundo diversas pesquisas das áreas de economia, negócios e educação. Educar crianças com atenção para manter acesa nelas a chama criativa, o pensamento crítico e flexível é requisito básico para possibilitar um futuro próspero nossos filhos e mais sustentável para o mundo.

Amor, Limites e Liberdade Criativa são os três fatores cruciais que, quando equilibrados, definem uma educação coerente e catalisadora da criatividade, compondo o que defini como a Tríade da Educação Criativa. 

Leia também: Que tipo de relação você está construindo com o seu filho?

O pilar amor pressupõe assegurar à criança que ela é amada incondicionalmente. Este pilar também é imprescindível para a formação de uma autoestima saudável – o que quer dizer que a criança tem uma imagem positiva de si mesma. Por isso, é tão importante investir energia para descobrir se a criança se sente realmente amada. Muitas vezes, pais e mães esforçam-se para fazer o impossível pelo filho, enquanto o que mais faria sentido para ele seria um gesto pequeno e simples. Temos que conhecer se nossos filhos gostam mesmo de beijos e abraços ou de palavras ou de gestos.

Enquanto construímos a autoestima de nossos filhos com base no nosso amor incondicional e respeitoso, nutrimos na criança sua segurança de ser quem ela é – o que lhe confere coragem para se expressar autenticamente.

Para criarmos um adulto criativo, portanto, é preciso investirmos nisso. A criatividade não se realiza apenas sendo imaginada ou idealizada. Seu efeito está em ser expressa, compartilhada e aplicada. E, para isso, é preciso coragem, ousadia e segurança.

Leia também: Filhos com deficiência pedem pais com eficiência

Uma criança amada tem sua autoestima fortalecida, cresce segura, autêntica e é, portanto, mais capaz de aplicar sua criatividade, para seu próprio benefício ou da comunidade ou do negócio em que estiver inserido futuramente.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui