Nascimento de gêmeos atinge níveis sem precedentes, diz estudo

Desde a década de 1980, a taxa global de geminação aumentou em um terço, de 9 para 12 partos de gêmeos por 1000 partos, revela estudo

Nascimento de gêmeos atinge níveis sem precedentes, diz estudo; dois bebês gêmeos de capuz marrom, um faz careta e o outro sorri
O aumento da procura por técnicas de reprodução assistida é uma das causas de maior nascimento de gêmeos

Leia em 2 minutos

Nunca houve tantos gêmeos quanto agora. É o que diz um estudo recém-publicado na revista Human Reproduction, que revelou termos atingido o recorde histórico de nascimento de gêmeos. Desde a década de 1980, a taxa global de geminação aumentou em um terço, de 9 para 12 partos de gêmeos por 1.000 partos. Ou seja, cerca de 1,6 milhão de pares de gêmeos a cada ano.

Os pesquisadores atribuem esse aumento a dois motivos principais: o aumento da procura por técnicas de reprodução assistida e a tendência das mulheres a engravidar cada vez mais tarde – é sabido que as chances de ter gêmeos são maiores na gravidez tardia.

Eles afirmam que talvez tenhamos atingido o “pico global” de nascimentos gemelares: “Isso é importante, pois partos gemelares estão associados a maiores taxas de mortalidade entre bebês e crianças e mais complicações para mães e crianças durante a gravidez, e durante e após o parto”.

Segundo o estudo, o número absoluto de parto de gêmeos aumentou em todos os continentes, exceto na América do Sul. Houve um crescimento de 80% na África e na América do Norte nos últimos 40 anos. “A maioria dos dados sugere que estamos em um pico em países de alta renda, especialmente Europa e América do Norte. A África será um dos principais impulsionadores nas próximas décadas”, disse o pesquisador Gilles Pison, um dos autores do estudo.

Saiba mais sobre o estudo aqui.


Leia também: Além de fofos, os gêmeos carregam uma série de curiosidades; veja algumas


Gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter bissemanal. É grátis!
Informação e inspiração para criar filhos melhores para o mundo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui